Desporto

Lewis Hamilton e Mercedes estão próximos da renovação

Pouco antes de viajar para a Austrália, onde no próximo fim de semana disputa o primeiro GP da temporada 2015 da Fórmula Um, Lewis Hamilton confirmou que está muito perto de ampliar o seu vínculo com a Mercedes.

Piloto inglês vai continuar na equipa alemã
Fotografia: AFP

Responsável por gerir a própria carreira desde o fim do ano passado, o britânico tem contrato  até o fim da temporada 2015. "Espero que estejamos no estágio final. Eu  não sei se há um prazo, mas  estamos na recta final. Estou comprometido com essa equipa para o futuro próximo", disse, em entrevista ao jornal “The Guardian”.
Em 2014 a imprensa europeia disse que a Mercedes não estava satisfeita com o alto salário de Hamilton, calculado em 20 milhões de libras por ano. A conquista do título da temporada da Fórmula Um, porém, mudou essa percepção, com a própria escuderia a considerar um aumento nos rendimentos do piloto.
A maior especulação no momento, no entanto, é sobre a duração do novo contrato. Fontes europeias afirmam que o acordo é até ao fim de 2018. Como o bicampeão mundial já tem 30 anos, a questão é se esse vínculo é o último da carreira do britânico na Fórmula Um.
Por enquanto, Hamilton prefere falar publicamente apenas sobre o desafio que tem sido cuidar pessoalmente de todas as cláusulas. Desde o fim do ano passado ele deixou a assessoria da agência de Simon Fuller.
"Não estou certo de que gostei (da experiência de negociador). É muito enervante, mas estou feliz que eu fiz isso. Se eu não tivesse feito algo assim, sempre me perguntaria se era capaz ou não. Aprendi muito com o meu pai, com Simon e com todos os que me cercam. Mas no geral estou apenas a tentar entender onde estamos e como podemos melhorar, onde podemos crescer para benefício meu e da equipa”.

Tempo

Multimédia