Desporto

Luanda arrebata título e confirma superioridade

António Cristóvão

A província de Luanda sagrou-se bicampeã nacional, e confirmou a hegemonia no campeonato de Ju-jitsu na classe seniores, em ambos os sexos, ao conquistar seis medalhas de ouro, neste fim-de-semana no Pavilhão José Eduardo dos Santos, na cidade de Ndalatando, província do Cuanza-Norte, com a participação de 69 atletas.

Fotografia: DR

Os representantes do Uíge foram os vices-campeões da VI edição do Campeonato Nacional, com três medalhas de ouro, enquanto a Huíla classificou-se na terceira posição, com uma de ouro.  
Além dos três primeiros classificados, competiram no “nacional 69 atletas, de Benguela, Bié, Cabinda, Cuando Cubango, Cuanza-Norte, Huambo, Huíla, Ma-lanje e Zaire,  além dos lutadores das províncias que ocuparam o pódio.
O campeonato foi disputado no sistema de eliminatória directa por categoria de peso, para se apurar os três primeiros classificados individuais. Durante o evento foram realizados os sistemas de combates (Fighting Sys-tem), ju-jitsu brasileiro (Ne Waza) e demonstrações (Duo System) nas categorias de peso dos menos de 56 quilos, 62 kg, 69 kg, 75 kg, 82 kg e mais de 94 kg.
Em individual, Daniel Sango, de Luanda, venceu na categoria dos mais de 94 quilos, enquanto Manuel Mulamba, também de Luanda, triunfou nos 85 kg.
Para os menos de 77 kg, triunfou Banino Kinanga (Luanda). Malolokua Pedro, do Uíge, e Elisa François (Luanda) foram considerados os melhores atletas do campeonato.  Daniel Sango foi o atleta “Fair-Play”. João Lourenço, de Luanda, recebeu o troféu de melhor treinador, ao passo que Manuel Ndombele foi considerado o melhor árbitro.

Tempo

Multimédia