Desporto

Lutadores de Luanda ganham Taça “Embaixador da Coreia”

António Cristóvão

Ao conquistar duas medalhas de ouro e igual número de prata, a província de Luanda revalidou ontem o título de campeã de taekwando, na 5ª edição da Taça Embaixador da República da Coreia do Sul, disputada em ambos os sexos, na classe sénior, no Pavilhão do Centro Cultural Paz Flor, no Morro Bento.

Técnico Jaime Covilhã e jogadoras redimiram-se da perda do título da Supertaça
Fotografia: Agostinho Narciso | Edições Novembro

Com o triunfo, os atletas da capital ergueram pela quarta vez o troféu, após interrupção na 3ª edição. Os atletas da Huíla classificaram-se no segundo lugar com duas medalhas de ouro e três de bronze, ao passo que o Huambo ficou na terceira posição com uma de ouro, duas de prata e outra de bronze.
Na final masculina de menos de 63 quilos, Paulo Mendonça, do Huambo, derrotou Hernani Davi (Luanda), por 2-0, após desempate por “morte súbita”. No tempo regulamentar, os dois atletas estavam empatados.
No sector feminino, a província da Huíla venceu o torneio com duas medalhas de ouro, enquanto o Huambo e Luanda classificaram-se no segundo e terceiro lugar com uma de prata e uma de bronze, respectivamente.
Rosalina Canduco, da Huíla, derrotou na final Maria Fortuna, do Huambo, por 17-7, na categoria de menos 53 quilos. Nas meias-finais, Rosalina Canduco ganhou sem dificuldades Jurelma Jamba (Luanda), por 26-6.
As três primeiras classificadas por equipas e em individuais receberam troféus e medalhas. Os combates foram disputados em um minuto e 30 segundos no sistema de eliminatória directa sem intervalo.
No torneio competiram 42 atletas, deste número quatro são do sexo feminino. Presentes estiveram as províncias de Luanda, Huíla, Huambo, Malanje, Benguela, Uíge e Moxico.
Genito Luís, de Luanda, foi considerado o melhor atleta do torneio, enquanto o Misto do Moxico recebeu o troféu “Fair Play”. A organização do torneio elegeu Estanislau Mateus, de Luanda, como melhor árbitro das competições.
Durante o torneio houve também demonstrações de defesa pessoal com exibição de alguns alunos da Academia 10 de Dezembro da província de Luanda. Depois os mesmos alunos da capital efectuaram uma demonstração de um conjunto de técnicas (poomse).
Antes, o embaixador da Coreia do Sul, em Angola, Kim Dong Chan ofereceu à Federação Angolana de Taekwon-do (FATKD), um equipamento electrónico com sensores e chips, protectores de peito, cem dobok (quimones) e igual número de cinturões (faixas).   

 


Tempo

Multimédia