Desporto

Magda Cazanga encanta no Tenerife de Espanha

Silva Cacuti

A estreia de Magda Cazanga, com vitória e sete golos em 20 minutos, ao serviço do Salud Tenerife de Espanha, a 20 de Dezembro, marcou o início de nova era na carreira da atleta, mas também uma nova etapa para a equipa na divisão de honra, principal campeonato sénior feminino de Espanha.

Fotografia: DR

A fazer a sua primeira experiência em campeonatos fora de Angola, a presença da jogadora da selecção nacional alterou os prognósticos que se fazem em torno a equipa que ela encontrou na cauda da classificação, sem qualquer vitória. A meia-distância angolana transferiu para a equipa a veia ganhadora com que se moldou, ao serviço do Petro de Luanda, equipa de formação e selecção nacional.

O Tenerife, diga-se aprendeu a ganhar, e já soma quatro vitórias e um empate em 9 jogos com a assinatura de Magda. A equipa saltou do último lugar para o nono e, não fosse a quarentena que se verifica em Espanha, com consequência para a paralisação do campeonato, os números podiam ser diferentes. Apelidada de “Bateria Inagotable” (bateria inesgotável) em homenagem à garra que emprega na disputa das jogadas, depressa Magda ganhou  a simpatia dos fãs e a confiança dos técnicos. Começou com tímidos 20 minutos e já faz jogos inteiros. A Inagotable não descansa durante os jogos!

No Tenerife, Magda está com Joana Costa, outra jogadora forjada no Petro de Luanda. Repartem a habitação na maior e também mais populosa das ilhas Canárias. Tenerife é um dos mais importantes destinos turísticos de Espanha.  Nem mesmo nesta fase de quarentena, nem por isso pára. Tem apoio do clube e está focada em manter os níveis. "Temos apoio do clube, falámos sempre com o técnico, o preparador físico envia-nos o guião do treino e trabalhamos em casa”, comentou, através do whatsApp.

A jogadora descreve o ambiente da “muito bonita” cidade de Tenerife. “Está deserta, as vezes que saí para compras, o supermercado estava vazio porque só podem entrar 10 pessoas. Aqui quem não respeita as regras da quarentena é multado”.
Tenerife registava ontem 1080 casos positivos de Covid-19 com 56 mortes. À mesma data, a Espanha registava 140 mil, 510 casos de infecção com 13 mil 788 vítimas mortais.

Imprensa destaca prestação

Cazanga, temperatura sem par” intitula o diário “El Dia”, editado e um dos mais lidos em Santa Cruz, principal cidade da ilha de Tenerife. No texto, Leoncio Rodríguez, o articulista, gaba a angolana com dados estatísticos e aponta Magda como um verdadeiro reforço para o Tenerife.
A integração da internacional angolana é tida como espectacular e, segundo fontes próxima, já despertou a cobiça de outras equipas em Espanha e pelo resto da Europa. “O próprio Tenerife já tem uma proposta de renovação e existem mais dois clubes dos grandes de Espanha e outros de França, Roménia e Alemanha interessados nos seus préstimos”, revelou a nossa fonte.
Magda tem sido influente tanto na manobra ofensiva como defensiva da equipa. O articulista do "El Dia" caracteriza a internacional angolana como “terror das defesas”, e tem motivos para tal. Até à chegada de Magda o Tenerife apresentava uma média de 29,14 golos sofridos e 23,71 marcados. Oito jogos depois, com a integração da angolana os números melhoraram para 27,13 marcados e 26,5 golos sofridos.
Magda é a 18ª melhor marcadora do campeonato, com 58 tentos e nos últimos oito golos só é superada pela vice-campeã do mundo pela Espanha, Jennifer Gutierrez, que actua na equipa do Elche. A espanhola lidera as marcadoras com 122 golos em 15 jogos disputados. tem também a melhor média de golos por jogo (8,13), enquanto Magda já tem a segunda melhor média de golos do campeonato, 7,25.

Tempo

Multimédia