Desporto

Manuel Neuer aguarda por decisão de Low

A possibilidade de o guarda-redes alemão Manuel Neuer jogar, ou no mínimo estar convocado para o Campeonato do Mundo de Futebol, a disputar-se de 14 de Junho a 15 de Julho, na Rússia, continua em aberto, apesar da lesão que o afasta dos relvados há mais de seis meses.

Fotografia: DR

É, na última década, um dos melhores guarda-redes do planeta, figurou várias vezes nas votações para me-lhor do Mundo, mas os últimos tempos foram de calvário para o habitual titular do Bayern e da Mannschaft.
Manuel Neuer, agora com 32 anos, está arredado dos relvados há mais de meio ano e a sua situação inspira cuidados. Muitos!
O “zerozero” contactou alguns jornalistas alemães para perceber em que ponto está o guardião, que tem tido grandes problemas com o seu pé esquerdo.
Basicamente, em Setembro o jogador partiu pela terceira vez o dedo do meio do seu pé esquerdo, no jogo frente ao Mainz (4-0), o que obrigou a uma mudança de planos. Quando aconteceu pela segunda vez, há cerca de um ano no jogo contra o Real Madrid (4-2), a solução foi a operação, só que desta vez optou-se por um tratamento mais conservador.
O Bayern e o próprio Neuer optaram por um tratamento sem operação, que levou à colocação de uma placa de titânio no dedo partido. Resultado? Gesso, muito descanso e fisioterapia muito lenta.
“Ninguém quer acelerar o processo, até porque uma quarta recaída pode representar o final da carreira”, contaram-nos, isto numa semana que começou com o regresso do internacional germânico aos treinos.
Apesar dos seis meses de paragem desde a última recaída, a esperança na Alemanha é grande em contar com o guarda-redes no Mundial. Joachim Löw já o reconheceu e, mesmo que Neuer não jogue qualquer minuto até final da temporada, é bastante provável que integre o lote dos 23 convocados para a Rússia. A qualidade e o estatuto do guarda-redes sustentam essa tese.
Ainda assim, tendo em conta o início dos treinos (por agora, só corrida, em breve trabalho com bola), crescem as possibilidades de, no final de Abril, Jupp Heynckes poder contar pela primeira vez, desde o regresso do técnico, com o seu número 1.
A Alemanhã é terceira classificada do ranking da FIFA, com 1464 pontos. A lista é liderada pelo Brasil, com 1661, seguida pela Argentina, com 1603 pontos.

Tempo

Multimédia