Desporto

Mário e Guelor merecem confiança de Vasiljevic

Armindo Pereira

A chamada pela primeira vez do avançado Mário e do defesa Guelor, ambos do 1º de Agosto, constitui a principal novidade na convocatória da Selecção Nacional de Honras de futebol, visando o desafio do próximo domingo às 16h00, frente ao Botswana, no Estádio Nacional 11 de Novembro.

Fotografia: Jaimagens


O jogo é pontuável para a segunda jornada do Grupo I da campanha de apuramento à fase final da 32ª edição da Taça de África das Nações (CAN). Da lista de 26 convocados, pelo seleccionador Srdjan Vasiljevic, destaque para o regresso dos jogadores que actuam em Portugal, casos de Jonathan Buatu e Gelson Dala  (Rio Ave), Mateus Galiano (Boavista), Freddy (Belenenses), Vá e Chico Banza (Leixões). A estes, juntam-se Djalma Campos do Alanyaspor, da Turquia, e Bastos Quissanga, da Lazio, de Itália.
Os atletas começam a escalar Luanda, paulatinamente, a partir de amanhã até terça-feira.
Srdjan Vasiljevic revelou que os jogadores da diáspora responderam positivamente à convocatória, sem impor qualquer condição. Para o técnico, a atitude dos convocados representa “um verdadeiro gesto de patriotismo, por se tratar de um jogo com elevado grau de importância.”  
Por lesão, fica de fora Mano Calesso, do Interclube, e Yano, do Progresso Sambizanga,  por se encontrar adoentado. Os trabalhos de campo têm início segunda-feira, às 15h30, no Estádio da Cidadela.
A convocatória, de acordo com o seleccionador sérvio, foi feita com base na prestação dos jogadores nos respectivos clubes. A lista fica completa com os atletas que actuam no Campeonato Nacional da I Divisão, Girabola.
Tony Cabaça, Show, Dany Massunguna, Paizo e Mingo Bille (1º de Agosto), Gerson, Heremilson, Job, Wilson, Mira (Petro de Luanda) Landu, Paty (Interclube) e Mabululo (Domant do Bengo).
Por seu turno, Adão Costa, vice-presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF) garantiu estar a ser feito tudo, com vista a criação de condições.
“Está tudo bem encaminhado. Queremos dar as melhores condições à nossa selecção”, assegurou o dirigente.
Os Palancas Negras ficam concentrados no Hotel Samba. Inseridos no Grupo I, Angola e Botswana surgem na terceira e quarta posição, respectivamente, sem qualquer ponto. Para a fase final do CAN, a decorrer de 7 a 30 de Junho, nos Camarões, nas cidades de Yaoundé, Douala, Bafoussam, Limbe e Garoua, apuram-se os dois primeiros classificados de cada grupo.

Tempo

Multimédia