Desporto

Militares fora dos convidados para disputar a Liga Africana

António Ferreira

O Clube Desportivo 1º de Agosto, campeão da África League 2019, está definitivamente de fora da Liga Africana de Basquetebol (BAL), edição 2020.

Fotografia: Dr

A esperança dos militares do Rio Seco de disputarem a nova competição de clubes esfumou-se com a outorga dos quatro “wild card” (convites) às formações que competiram na primeira fase de qualificação: ASB Mazembe (RD Congo), Al Naser (Líbia), Cobra Sports (Sudão do Sul) e JKT (Tanzânia).
Um rude golpe às ambições do 1º de Agosto, que pretendia defender o título que ostenta. Com os quatro convidados, a “Elite 16” está completa, e a segunda fase será disputada nas cidades de Yaoundé (Camarões) e Kigali (Rwanda). Yaoundé é a anfitriã do Grupo G da Divisão Oeste, e Kigali, vai sediar o Grupo H da Divisão Leste.
O Grupo G disputa-se de 26 de Novembro a 1 de Dezembro, e o Grupo H de 17 a 22 de Dezembro.
ASB Mazembe e Al Naser juntam-se aos anfitriões do Grupo G, FAP dos Camarões, ABC da Costa do Marfim, AS Police (Mali), AS Nigelec (Níger), GSP da Argélia e Manga Sport do Gabão.
Já o Cobra e JKT foram emparceirados no Grupo H, ao lado dos Patriots (Rwanda), City Oilers (Uganda), Ferroviário de Maputo (Moçambique), GNBC (Madagáscar), Autoridade Port Autority (Quénia) e Universidade Pacers (Zâmbia).
Cada Divisão é composta por oito equipas, divididas em dois grupos de quatro, jogando no sistema de todos contra todos numa volta única. As duas primeiras apuram-se para as meias-finais, de onde saem três qualificadas para a temporada regular da Liga Africana de Basquetebol, com início em Março 2020. A estas juntam-se os campeões de Angola, Egipto, Marrocos, Nigéria, Senegal e Tunísia para completar a grelha com 12 equipas, divididas em duas conferências.
Sete cidades estão entre as eleitas: Cairo (Egipto), Dakar (Senegal), Lagos (Nigéria), Luanda (Angola), Rabat (Marrocos) e Monastir ou Tunis (Tunísia).
Na temporada regular, as 12 equipas disputam 5 jogos cada, num total de 30 jogos. As três primeiras colocadas de cada conferência qualificam-se para os “play-off”.
Essas seis equipas - a “Super 6” - disputam um torneio no sistema de todos contra todos, para determinar as quatro que jogam a “BAL Final Four” e da “BAL Final”, em Kigali, no final da Primavera de 2020.

 

Tempo

Multimédia