Desporto

Militares e aviadores voltam a testar aptidões

Anaximandro Magalhães

Em vantagem por um a zero, o 1º de Agosto recebe hoje, às 18h00, no seu recinto, Pavilhão Victorino Cunha, o ASA, com quem volta a testar aptidões na segunda de cinco partidas reservadas para a disputa das meias-finais dos playoffs da 40ª edição do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, Unitel - Basket.

Equipa do ASA pretende voltar a complicar a formação agostina no segundo dos cinco jogos
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

Obrigados a suarem às estopinhas e puxarem dos galões, para vergarem os aviadores por 84-79, na disputa do tempo extra de cinco minutos, após igualdade a 72 pontos, os militares do Rio Seco, comandados por Paulo Macedo, sabem desde cedo que terão de deixar de lado a altivez, para se superiorizarem ao adversário, e deste modo conquistar o segundo triunfo, encurtando deste modo o percurso rumo à final.
Moralizados com a exibição, embora cabisbaixos com o resultado, por terem perdido por culpa própria, o conjunto do aeroporto, orientado por Carlos Dinis, que esteve a ganhar o desafio por 72-69, quando restavam 35 segundos para o final, sente que pode fazer melhor.
Para isso, impõe-se melhorar nos lançamentos li-vres, onde em 37 tentativas encestou apenas 23, fazendo 65 por cento, bem como nos lançamentos triplos, em 19 arremessos converteu apenas três, 16 por cento, números demasiado aquém para uma equipa sénior.
Nos lançamentos dos dois pontos, os aviadores marcaram 20 dos 37 tentados, 54 por cento, e estiveram melhor em relação aos agostinos, que no referido sector fizeram 15 em 45 tentativas, 33 por cento.  Por sua vez, o 1º de Agosto, a jogar em casa e diante dos seus adeptos, precisa manter ou melhorar os lançamentos de triplos. Em 24 marcou sete, 29 por cento, assim como nos lances livres. Em 28 lançamentos, encestou 21, 75 por cento.
Se ambos cumprirem, o equilíbrio voltará certamente a ser a tónica dominante da partida, que se perspectiva renhida e de prognóstico reservado em função das incidências do primeiro jogo.
Macedo pode fazer alinhar: Carlos Cabral “Ketson”, Mohamed Cissé, Edson Ndoniema, Armando Costa,  Jone Pedro, Felizardo Ambrósio “Miller”, Mutau Fonseca, Emanuel Amauris “Manny Quezada”, Jacques Conceição, Hermenegildo Santos “Gildo”, Islando Manuel “Papa Ngulo” e Eduardo Mingas.
Carlos Dinis tem à sua disposição os seguintes atletas: António Neto, Olêncio Ndatipo, Curtes Allem, Bráulio Morais, Eduardo Ferreira, Elmer Félix, Levi Moule, Aldemiro João, Donald Sincleton, Zola Paulo, Délcio Ucuahamba e Vasco Estêvão.

Tempo

Multimédia