Desporto

Morreu antigo treinador da Selecção femenina de andebol

Jerónimo Miguel Neto, antigo seleccionador nacional de andebol sénior feminino, morreu na madrugada de ontem, no Hospital Geral de Luanda, onde deu entrada a meio da manhã de segunda-feira, vítima de acidente vascular cerebral.

Antigo seleccionador sénior feminino foi vítima de AVC
Fotografia: M.MACHANGONGO | Edições Novemvro

Com um longo percurso andebolístico, “Jojó” foi meia distância central dos Dínamos de Luanda e treinou as equipas da Refrinor e do ASA, em Angola, além do Odivelas, em Lisboa, Portugal.
Da sua invejável folha de serviço pela Selecção Nacional, o destaque vai para o sétimo lugar alcançado no Campeonato do Mundo de 2007, em França, além de vários títulos continentais. Depois da estreia na equipa técnica nacional de seniores femininos, no Mundial da Alemanha, em 1997, como treinador adjunto, Jerónimo Neto “Jojó” liderou o “sete” nacional nos mundiais de S. Petersburgo, Rússia, em 2005, e de França, em 2007. Antes, esteve nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000.   
O acidente vascular cerebral sofrido em Dezembro de 2008, após conquista do CAN  realizado em Angola, impediu a sua continuidade à frente dos destinos do “sete” nacional, face a algumas limitações a que ficou sujeito. Mesmo assim, Jerónimo Neto manteve-se activo ao serviço da modalidade e do desporto em geral, sendo presença assídua em encontros de treinadores e voz autorizada em debates sobre a progressão técnica do andebol .
A sua ligação umbilical ao desporto passou a ser extensiva à corrida de final de ano “São Silvestre”, da qual se tornou participante regular, até 31 de Dezembro de 2018. Jerónimo Neto deixa viúva e três filhos.

Tempo

Multimédia