Desporto

Novos corpos sociais são eleitos em Março

Armindo Pereira

As eleições na Federação Angolana de Golfe (FAGolfe) estão marcadas para o próximo dia 17 de Março deste ano, no seu primeiro pleito desde a criação do organismo em De-zembro de 2016, dirigida até então pela equipa que integrou a Comissão Instaladora.

Elenco a ser escolhido vai incentivar prática da modalidade
Fotografia: José Soares|Edições Novembro

Inicialmente estavam previstas duas listas concorrentes. Fonte do Jornal de Angola , próxima da Comissão Eleitoral revelou que vai haver uma lista única de consenso, mas preferiu não avançar nomes.
Havendo necessidade da legalização dos órgãos socais perante o Ministério da Juventude e Desportos, verifica-se a obrigatoriedade de serem realizadas eleições.
A decisão havia saído da Assembleia-Geral Extraordinária, realizada na última semana de Janeiro, em Lu-anda. Durante o encontro, onde foram discutidos quatro pontos, foi igualmente criada a Comissão Eleitoral, liderada por José Cardoso de Lima.
No final, Albina Assis, presidente da Mesa da Assembleia Geral, fez um rescaldo daquilo que havia sido o encontro. “A Assembleia geral foi muito produtiva. O primeiro ponto foi a aprovação do regulamento eleitoral, por sinal discutido exaustivamente. Chegamos a conclusões importantes, para cumprir os objectivos", disse na altura.    
Entre os golfistas, o discurso  converge no que toca àquilo que devem ser as principais linhas de força da futura direcção: a massificação e a criação de mais campos de golfe em todo território, uma vez que o país conta apenas com três, o do Morro dos Veados, Mangais (Barra do Kwanza) e outro em Cabinda (Chevron).

Tempo

Multimédia