Desporto

Angola no encontro internacional de boxe

António Cristóvão |

Carlos Luís, presidente da Federação Angolana de Boxe (Faboxe), segue na próxima terça-feira, 23, para a cidade do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde vai participar, de 25 a 27 deste mês, no Congresso extraordinário da Associação Internacional de Boxe (AIBA).

Boxe angolano estará presente no Congresso Extraordinário
Fotografia: Nuno Flash | Edições Novembro

A informação foi avançada ontem, ao Jornal de Angola, pelo próprio presidente da Faboxe, que viaja em serviço com mais um membro da direcção.
Wu Ching-Kuo, 70 anos, pediu, no pretérito mês de Novembro, demissão da presidência da AIBA, que foi aceite pelos filiados, depois de ser acusado de má gestão financeira e de corrupção. Com a decisão do tailandês, a presidência da instituição que rege o boxe no mundo está a ser dirigida interina pelo italiano Franco Falcinelli.
Ching-Kuo dirigia a AIBA desde 2006 e participou do Comité de Avaliação dos Jogos Olímpicos Rio'2016. Também foi candidato à presidência do Comité Olímpico Internacional, em 2013, quando perdeu diante de Thomas Bach. O Comité Disciplinar da Associação da nobre arte foi unânime na decisão de afastar o tailandês da função. Antes do Congresso ex­traordinário da AIBA, no dia 25, realiza-se uma Assembleia-geral informal das confederações, para tratar de alguns aspectos da modalidade. 
Após o encontro do organismo reitor mundial, os membros da Faboxe embarcam, no dia 28, para a cidade de Sochi, na Rússia, onde vão participar no primeiro  fórum internacional sobre o boxe.
A reunião, que se realiza de 1 a 4 de Fevereiro, vai juntar, pela primeira vez na sua história, os presidentes das principais organizações de boxe Olímpico e Profissional. Trata-se dos representantes da AIBA, Associação Mundial de Boxe (WBA), Conselho Mundial de Boxe (WBC), Organização Mundial de Boxe (WBO) e Federação Internacional de Boxe (IBF).

Tempo

Multimédia