Desporto

Angolanos almejam a um lugar no pódio

Armindo Pereira |

A Selecção Nacional de vela da classe Optimist, orientada por Moisés Camota, começa a competir hoje na Regata Internacional de Argel, capital da Argélia, prova a decorrer até ao dia 26 de Setembro.

Velejadores angolanos competem nos mares da Argélia
Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro

Os velejadores Osvaldo da Gama, Emiliano do Rosário, Osvaldo Carlos e Graciano Novais, detentor do título africano, vão procurar garantir os lugares mais altos do pódio. Durante dois meses, a equipa nacional fez uma preparação específica com o objectivo de atingir as metas traçadas.
De acordo com o seleccionador espera-se uma prova com um grau de dificuldade elevada, a julgar pelo nível dos competidores provenientes de África e da Europa. Além de lutar por medalhas, Angola vai tentar deixar uma boa imagem, uma vez estar entre os países mais cotados do continente.
“Todos os países vão estar de olhos na nossa selecção. Temos velejadores capazes de fazer uma prestação muito boa. Treinámos para isso, de tal modo que além de tentar vencer, queremos deixar vincado o nosso potencial”, destacou Moisés Camota.
       
Confiança no êxito
  
Por seu turno, o vice-campeão africano Osvaldo da Gama reafirmou a vontade de conquistar uma medalha nesta regata internacional e, com isso, colocar o nome de Angola no lugar mais alto possível: “Treinámos muito. Estamos preparados para esta prova. Quero poder conquistar uma medalha e ajudar o meu país. Acredito que os meus colegas têm a mesma intenção”, disse o velejador.
Rui Albuquerque, chefe da delegação angolana, reafirmou que alcançar os lugares do pódio é o grande objectivo embora espere por dificuldades.
“Existem outras selecções com o mesmo objectivo. Acredito nos rapazes. Pelo trabalho realizado, estou convicto que vamos ter uma boa prestação”, concluiu o dirigente federativo.                        

Tempo

Multimédia