Desporto

Ciclista francês morre durante a competição

O ciclista francês Mathieu Riebel morreu ontem durante a Volta à Nova Caledónia, após chocar com uma ambulância que seguia no sentido inverso, quando descia a cerca de 80 quilómetros/hora, informou a organização da prova.

Mathieu Riebel teve um embate frontal com uma ambulância
Fotografia: Romain Mounat

A morte de Mathieu Riebel, de 20 anos, contratado pela equipa da Shell Pacific para este evento, aumenta uma longa lista de acidentes graves que marcaram a temporada, a ponto de nas equipas e nos organizadores se multiplicarem os gritos de alarme.
Mathieu Riebel, que habitualmente corria pela equipa amadora do VCA Bourget, morreu instantaneamente, enquanto o seu colega de equipa Erwann Brenterch, que o seguia quando tentavam entrar no pelotão, também caiu e fracturou uma perna.
"O Tour acabou. Amanhã (hoje), o pelotão vai fazer o Mont-Dore (subúrbios de Noumea), sem competir, para prestar homenagem a Mathieu Riebel, que estava tão feliz por estar aqui", disse à agência France-Presse o presidente do Comité Regional de Ciclismo de Nova Caledônia, Gérard Salaün.
Os responsáveis das equipas e os promotores das provas recordaram que é preciso dizer basta aos acidentes mortais nas estradas que têm afectado o ciclismo nos dois últimos anos, recordando as mortes de Michele Scarponi, Romain Guyot e Chad Young.

Tempo

Multimédia