Desporto

Ciclistas petrolíferos trabalham no Bengo

Teresa Luís |

A equipa de ciclismo Bai/Sicasal/Petro de Luanda segue no domingo para Addis Abeba, palco do Tour da Etiópia, até 3 de Setembro, no quadro da preparação da prova da Costa do Marfim, de 10 a 17 do próximo mês.

Atletas tricolores esperam corresponder às exigências do técnico Carlos Araújo
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Após o estágio no Cuanza-Norte, os ciclistas trabalham desde ontem no Bengo. Carlos Araújo, treinador dos petrolíferos, explicou que a prova na Etiópia serve para avaliar o estado competitivo dos seus pupilos.
“Trata-se de um balão de ensaio. Neste momento não disponho de informações técnicas sobre a distância e os adversários. Sei que vamos disputar seis etapas. Em função da nossa preparação, estamos determinados em fazer o nosso melhor, tendo em conta o próximo compromisso internacional”, realçou o treinador. />Dário António (chefe de fila), Mário de Carvalho (co-líder), Bruno Araújo (gregário de luxo), Adilson Zacarias e Gabriel Cole (gregário) são os ciclistas escolhidos. “Cada atleta tem uma função a desempenhar. No Tour da Costa do Marfim, o Leonel Araújo vai substituir o Gabriel Cole. Os gregários são fundamentais, por abdicarem do sucesso pessoal para servir a equipa e o líder”, explicou Carlos Araújo.
Os tricolores regressam a Luanda no dia 3 de Setembro e cinco dias depois seguem para a Costa do Marfim.

Tempo

Multimédia