Desporto

“Cinco” Nacional ganha vantagem na eliminatória

António Cristóvão |

A Selecção Nacional Sub-18 de Futsal deu um passo importante rumo à qualificação para a fase final da 3ª edição dos Jogos Olímpicos da Juventude, no próximo mês de Outubro, na cidade de Buenos Aires, na Argentina, ao derrotar ontem a similar da Zâmbia, por 6-3, no pavilhão principal da Cidadela, em Luanda.

Selecção Nacional cumpriu objectivo ao triunfar ontem
Fotografia: M.Machangongo | Edições Novembro

O desafio, que se disputou no período da manhã devido à chegada, sábado à noite, da delegação da Zâmbia, e o regresso marcado para ontem da dupla da arbitragem da Costa do Marfim, é referente à primeira "mão" da eliminatória da zona africana.
O jogo de resposta deve ser disputado entre os dias 26 e 28 deste mês, na cidade de Lusaka, capital da Zâmbia.
Depois do triunfo traiçoeiro, o técnico Rui Sampaio tem a obrigação de trabalhar mais para ir de encontro com ansiedade dos seus pupilos que pretendem a obtenção de um resultado que permita a qualificação em casa do adversário.
O “Cinco” Nacional marca muitos golos, mas sofre bastante por falta de concentração e cumprimento do rigor defensivo. A selecção da Zâmbia, por seu lado, tem um bom conjunto e é perigosa nas saídas para as acções ofensivas, mas fraca na defesa. 
O jogo começou com um ligeiro ascendente da Zâmbia, já que o “Cinco” Nacional acusou algum nervosismo, derivado da primeira internacionalização dos seus  atletas.Jimmy Mukeya, da Zâmbia, apontou o primeiro golo do desafio, depois de desatenção defensiva da Selecção Nacional, mas os angolanos restabeleceram a igualdade através de Branquinho.Vasco desfez a igualdade e, o mesmo Branquinho voltou a marcar, de  grande penalidade, e ampliou a vantagem angolana. Já perto do intervalo Delgado rubricou o quarto tento.
Na segunda parte, Leo “bisou” num ápice com golos de belo efeito, enquanto Kafwimbi Solomon e Kelvin Mulinde reduziram para a Zâmbia. Amanhã, às 16h00,  começa a preparação do jogo da segunda “mão”, no pavilhão principal da Cidadela.

Tempo

Multimédia