Desporto

Colossos da Europa na “Taça Presidente”

António Ferreira

As partidas de atribuição do 10º ao 24º lugares têm três “inquilinos de luxo”, todos com provas dadas a este nível, como são os casos da Rússia, Sérvia e Macedónia.

Fotografia: DR

Angola, última do grupo preliminar “D”, está na série 3 da “Taça Presidente”, designação do torneio reservado às equipas eliminadas na primeira fase.
A “Taça Presidente” , dividida em três séries de quatro selecções, reserva a série “A” para os quartos classificados da primeira fase , para a disputa do 13º ao 16º lugares, nomeadamente Rússia, Macedónia, China e Qatar.
Na série “B” estão Áustria, Argentina, Bahrein e Sérvia, que jogam para o 17º  ao 20º lugares e, na “C”, Angola, Coreia, Japão e Kazaquistão, que se batem pelos últimos postos (21º ao 24º).
Rússia-Macedónia e China-Qatar, em simultâneo, a partir das 13h00, nas cidades de Colónia (Alemanha) e Copenhaga (Dinamarca) para série A. Nas séries “B” e “C”, com sede em Copenhaga, o cartaz inscreve os prélios Sérvia-Bahrein (18h00), Áustria-Argentina (20h30), e Coreia-Japão (13h00).
As ilações da primeira fase atribuem favoritismo à Sérvia, Argentina e Coreia. O Japão, cuja selecção faz deste Mundial o trampolim para uma prestação acima da mediana nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, renovou o plantel e os resultados deixam perceptível que pode, efectivamente, surpreender o mundo do andebol nos tempos que se avizinham.

Tempo

Multimédia