Desporto

Desistência do Brasil reforça crença de Fallé

Anaximandro Magalhães |

A desistência do Brasil, substituído por Israel, no Grupo B da Taça FIRS, aumenta na visão do seleccionador nacional, Fernando Fallé, as possibilidades de a Selecção Nacional sénior masculina de hóquei-em-patins assegurar a qualificação para os quartos-de-final da 43.ª edição do Campeonato do Mundo, a decorrer de 3 a 10 de Setembro, na cidade de Nanjing, China.

Selecção Nacional está sem adversários para dar traquejo competitivo aos jogadores
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Holanda e Estados Unidos da América (EUA), assim como Israel, outras das integrantes do grupo, não constituem preocupação de maior para o seleccionador. 
A taça, designada por Mundial B, decorre no mesmo período na China e qualifica apenas os vencedores dos dois grupos para a disputa do título do designado Campeonato do Mundo, jogado pelas oito selecções qualificadas para a referida etapa, conforme alterações feitas aos moldes de competição.
Em declarações ao Jornal de Angola, Fernando Fallé reconheceu que a ausência da selecção do Brasil “dá-nos mais possibilidades de vencer o grupo, por ser a par de Angola aquela que decidiria a passagem”.
Por outro lado, o técnico lamentou a falta de confirmação, até agora, dos jogos de carácter amigável agendados para defrontar o Liceo de La Corunã, misto de jogadores do Porto, Selecção de Portugal e misto de atletas de Aveiro.
“A renúncia coloca-nos dificuldades em termos de falta de jogos competitivos, pois as equipas da primeira divisão, quer em Portugal como em Espanha, começam a trabalhar apenas no final deste mês e nessa altura já estaremos na China. Vamos tentar confirmar os jogos na próxima semana”, afirmou.
Ainda assim, o seleccionador Fernando Fallé ambiciona conquistar a primeira posição do grupo, para “deste modo subirmos ao escalão principal e, com as restantes seis selecções, saídas das outras séries, discutirmos a melhor classificação possível”.
Na região de Santa Maria da Feira, na cidade do Porto, o “cinco” nacional continua a trabalhar em regime bi-diário, com exercícios físicos bastante intensos, conforme assegurou o técnico, com previsão de diminuição da intesidade e ritmo no final desta semana.
Em termos tácticos, a preparação tem incidido na organização defensiva e ofensiva, com especial atenção para as transições. Ataques quatro contra quatro, cortes, bloqueios, cortinas, passes, recepção, desmarcação, defesa pressionante homem a homem e remates à baliza são alguns dos aspectos a serem ensaiados durante a preparação.
Antes de finalizar a sessão é realizado o habitual jogo de treino entre os atletas convocados, para deste modo o técnico avaliar o grau de assimilação dos conceitos ministrados.
Eis a lista dos jogadores convocados pelo seleccionador nacional Fernando Fallé : Estêvão Dala, Airton Barros “Geovety”, Argentino Agostinho “Tino”, João Cabral “Jú”, Adilson Bango “Pi” e Anderson Silva “Nery”, todos a evoluírem em equipas angolanas. Da Europa foram chamados João Pinto (Sporting Clube de Portugal), André Centeno (Paços d’Arcos), Martin Payero (Liceo de La Corunã), Francisco Veludo (Hóquei Clube de Braga), Humberto Mendes “Big” (Noia) e João Vieira “Johe” (Candelária).

Tempo

Multimédia