Desporto

Pérolas encerram estágio na preparação do Mundial

A Selecção Nacional sénior feminina de andebol encerrou ontem de manhã, no ginásio do Quartel General do Exército (ex-RI-20), em Luanda, o estágio de uma semana visando a participação no Campeonato do Mundo, a decorrer na Alemanha de 02 a 17 de Dezembro.

Treinador dinamarquês procura potenciar o bom nível competitivo alcançado no Africano
Fotografia: José Soares | Edições Novembro

Com as jogadoras concentradas numa unidade hoteleira, a equipa técnica dirigida pelo dinamarquês Morten Soubak orientou sessões bidiárias, ao longo da semana, com excepção de quarta-feira e ontem, dias reservados à manutenção dos índices físicos, com sessão única.
Visivelmente satisfeito com o desempenho das jogadoras, o seleccionador nacional explicou, ao Jornal de Angola, que o trabalho consistiu, basicamente, na consolidação da defesa 6:0 e melhoria das rotinas de ataque já treinadas no estágio realizado no Algarve e nos jogos e treinos que decorreram no Japão.
“Tivemos igualmente a preocupação de treinar com alta intensidade em dias seguidos, de acordo com aquilo que será a rotina no Campeonato do Mundo. Apesar de não termos jogado, sentimos que as jogadoras responderam bem e, por esse motivo, a última sessão já foi menos exigente”, referiu.

Próxima etapa

Na próxima etapa de trabalho, em Novembro, as campeãs africanas voltam a treinar na capital do país, antes de rumarem a Portugal e França, onde completam a preparação. Questionado sobre a possibilidade de realizar alguns jogos, internamente, Soubak descartou essa possibilidade.
“Temos agendados dois jogos em Portugal e três em França, num torneio de alto nível. Sendo assim, temos garantido o número de jogos necessários para dar o ritmo que a Selecção precisa, antes do Mundial”, assegurou o treinador. />De 25 a 30 de Setembro, a equipa nacional realizou dez sessões de treino, sendo oito no pavilhão principal da Cidadela e duas no ginásio do Quartel General do Exército. Em Junho, as Pérolas de África deram início ao ciclo de preparação, com treinos na cidade de Gaia, região do Porto, e dois jogos de controlo com a Noruega, no Algarve.
A segunda etapa de treinos decorreu em Agosto, no Japão, com participação em dois torneios internacionais e várias sessões de treino, em terras nipónicas. Em Dezembro, na Alemanha, Angola vai competir no Grupo A preliminar, sedeado na cidade de Trier, a par da França, Eslovénia, Roménia, Espanha e Paraguai.
Treinaram às ordens de Morten Soubak as seguintes jogadoras: Cristina Branco, Teresa Almeida e Helena de Sousa (guarda-redes) Elizabeth Caílo, Joelma Viegas e Janete Santos (pontas-esquerda) Carolina Morais, Iracelma Silva e Natália Kalamandua (pontas-direita), Albertina Kassoma e Ríssia Oliveira (pivôs), Juliana Machado e Aznaide Carlos (laterais-direita), Isabel Guialo, Dalva Perez, Ngalula Kanka, Vilma Nenganga e Helena Paulo (centrais), Magda Cazanga e Manuela Paulino (laterais esquerdas).
Estão igualmente ao serviço da equipa nacional Vilma Lourenço, que responde pelo apoio logístico, e o fisioterapeuta Eurico Semedo.        
Soubak está apostado em elevar as Pérolas de África a uma dimensão mundial, visto serem poucos os países no continente capazes de ombrear com Angola.

Tempo

Multimédia