Zeca Amaral acerta acordo

ANTÓNIO DE BRITO |
20 de Março, 2017

Fotografia: VIGAS DA PURIFICAÇÃO|EDIÇÕES NOVEMBRO

O técnico Zeca Amaral negoceia com a direcção do FC Bravos do Maquis o regresso à cidade do Luena, capital do Moxico, para substituir o demitido João Pintar, por maus resultados da equipa no Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola Zap.

Caso se confirme a contratação, o ex-treinador do Benfica de Luanda regressa à cidade do Luena para comandar o FC Bravos do Maquis, que sob o seu comando chegou em 2013 ao inédito terceiro lugar na competição.
Ontem frente à Académica do Lobito, João Pintar orientou o último desafio no Girabola, onde aproveitou para se despedir dos jogadores. “Este foi o meu último jogo como treinador do FC Bravos do Maquis. A direcção do clube reuniu comigo e chegámos a acordo. Quando as coisas não correm bem, temos de ter a humildade de deixar a equipa”, disse o treinador ao Jornal de Angola, sublinhando que espera que o FC Bravos do Maquis tenha muito sucesso e supere esta fase menos boa no campeonato.
A direcção presidida por Manuel Augusto “Docas” entendeu que é imperioso substituir o treinador João Pintar, para salvaguardar os interesses da equipa no escalão principal, de modo a garantir a continuidade no convívio dos grandes clubes. “Espero que o treinador que vier a substituir-me faça um bom trabalho. A vida de treinador é feita de resultados”, referiu João Pintar, com tristeza. Em 21 pontos possíveis, o Bravos do Maquis conseguiu apenas oito. No campeonato, a equipa do Moxico tem o registo de duas vitórias, dois empates e três derrotas. Na condição de visitada fez seis dos nove pontos possíveis. Venceu o Progresso da Lunda Sul (1-0), perdeu com o Kabuscorp do Palanca (0-1), Recreativo da Caála (0-1) e ontem superou (3-1) a Académica do Lobito.
Na sequência das duas últimas derrotas com o Caála e 1º de Agosto, a direcção do clube reuniu de emergência com o técnico João Pintar, na passada quinta-feira, para a rescisão amigável do contrato de trabalho.Está é a terceira chicotada psicológica no Girabola, depois de Paulo Figueiredo no Progresso da Lunda Sul e António Alegre na Académica do Lobito. Nos lundas, o treinador Albano César é o substituto de Paulo Figueiredo, que não resistiu à crise de resultados na competição. Para ocupar o lugar de António Alegre, a direcção presidida por Luís Borges estuda propostas de vários técnicos nacionais.

capa do dia

Get Adobe Flash player



ARTIGOS

MULTIMÉDIA