Desporto

Palanquinhas aprimoram finalização das jogadas

António Cristóvão

A finalização das jogadas combinadas com remates à baliza domina hoje, às 15h00, a terceira sessão de treino da Selecção Nacional Sub-20 de futebol no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda, onde defronta no domingo à tarde a congénere do Malawi.

Selecção de Sub-20 quer confirmar a qualificação
Fotografia: Agostinho Narciso | Edições Novembro

Antes de entrar nos detalhes de jogo, os atletas efectuam os habituais exercícios físicos com bola, para melhorar a qualidade do passe, recepção e a circulação rápida do esférico.  
Durante os exercícios, o técnico José Silvestre “Pelé” volta a dividir os atletas em dois grupos, para ensaiar os esquemas ofensivos pelas laterais e a organização defensiva.
O seleccionador voltou a chamar Calebi, do Interclube, Melono (1º de Agosto), Yuri e Quizango (AFA), e Julinho (Real Sambila FC). Estes atletas já faziam parte do grupo, mas antes do desafio da primeira mão, mas foram dispensados por opção técnica.
Ontem à tarde, a Selecção Nacional trabalhou nas instalações da AFA, no distrito da Samba, com um grupo de 25 jogadores. A preparação dos Sub-20 está a ser alternada, no período da tarde, entre o Estádio Nacional 11 de Novembro e as instalações da Academia de Futebol de Angola (AFA), devido à falta de aprovação pela Confederação Africana de Futebol (CAF) do Municipal dos Coqueiros.
Além do Estádio Nacional 11 de Novembro, a CAF certificou no mês de Abril para   jogos internacionais o recinto do Recreativo da Caála na cidade do Huambo, estádio do Sagrada Esperança no Dundo (província da Lunda-Norte) e do Recreativo do Libolo (vila de Calulo, província do Cuanza-Sul).
O embate com o Malawi é referente à segunda mão da segunda e penúltima eliminatória de apuramento para a fase final da 21ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN), a ter lugar em 2019, no Níger.
No primeiro jogo disputado no sábado passado, os Palanquinhas venceram os adversários, por 2-1, no Estádio Nacional Bingu, na cidade de Lilongwe.

Tempo

Multimédia