Desporto

Petro de Luanda embarca esta manhã para Pretória

António Cristóvão

A equipa principal de futebol do Petro de Luanda viaja, esta manhã, para a cidade sul-africana de Pretória, onde joga sábado, às 20h00, com o Mamelodi Sundowns no Estádio Lucas “Masterpieces” Moripe, em Atterdgeville, referente à primeira jornada do Grupo C da 24ª edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

Fotografia: Contreiras Pipa| Edições Novembro

Após o desembarque no princípio da tarde, no Aeroporto Nacional Wonderboom, em Pretória, os jogadores vão ser submetidos a exercícios ligeiros para o desentorpecimento, antes de entrarem no trabalho táctico específico.
Os atletas voltam a ensaiar os esquemas de jogo, iniciados nesta terça-feira no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira “Jesus”, no Catetão.
Amanhã, no horário do desafio, o conjunto tricolor do Eixo Viário cumpre o tradicional treino de reconhecimento e adaptação à relva do Estádio Lucas “Masterpieces” Moripe, com a intenção de limar algumas “arestas”nas situações de jogo.
Para Pretória, o treinador Toni Cosano leva os guarda-redes Gerson Barros e Élber; os defesas Danilson, Wilson, Eddie Afonso, Diógenes, Isaac e Tó Carneiro; os médios Karanga, Dany Satonho, Além, Herenilson, Megue e Musah, e os dianteiros Job, Yano, Tony, Jacques Tuyisenge e Dolly Menga.
Ontem de manhã, a equipa insistiu nos detalhes de jogo, com realce para as saídas rápidas para as acções ofensivas, transições defensivas e a finalização.
Na confereência de imprensa de antevisão do jogo, realizada ontem, Toni Cosano disse que fez poucas modificações para enfrentar o conjunto sul-africano.
“Não fizemos grandes alterações. É uma equipa com uma colectividade muito forte e alguns jogadores fazem a diferença, mas estaremos atentos e vamos manter a consistência defensiva”, sublinhou o espanhol.
O adversário do Petro derrotou, terça-feira à noite, o Amazulu, por 1-0, no Estádio Loftus Versfeld, na cidade de Pretória, em jogo da 12ª jornada da Liga Absa, denominação do campeonato sul-africano. Ali Meza marcou o golo solitário do Mamelodi Sundowns.

Tempo

Multimédia