Desporto

Petro de Luanda treina por teleconferência

António Cristóvão

A equipa principal de futebol do Petro de Luanda agendou para 20 do corrente o início das sessões de treino no sistema de teleconferência (Zoom), devido à propagação da pandemia do novo coronavírus, em Luanda, visando os trabalhos de preparação para a disputa do Girabola'2020/2021, na segunda semana de Agosto.

Fotografia: DR


O facto foi revelado ontem ao Jornal de Angola pelo chefe de Departamento de Associativismo, Marketing e Co-municação do clube tricolor, Henriques Venda.
“Tínhamos pensado trabalhar em grupos separados, mas com a nova medida em vigor, vamos fazer no sistema de vídeo-conferência. Vamos treinar”, disse.

Henriques Venda fez saber que as sessões de treino vão ser orientadas pelo preparador físico Maurício Marques e pelo técnico de guarda-redes, Adriano Soares. Inicialmente, o regresso à preparação tinha sido fixado para a próxima segunda-feira no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira “Jesus”, no bairro Madame Bergman, mas devido às novas medidas, o corpo técnico alterou o programa de treino.

Para a época futebolística no país, o técnico Tony Cosano vai contar com os guarda-redes Signori Dominique e Elber, os defesas Wilson, Diógenes, Tó Carneiro, Danilson, Inusah Mensah e Eddie Afonso. No sector intermédio, os tricolores renovaram com Dany Satonho, Isaac Mensah e Além; no ataque, o treinador espanhol conta com Yano, Maikon Leite, Tony e Job.

Nesta época, o guarda-redes Signori Dominique, 25 anos, e o extremo direito Maikon Leite, 31, são as contratações de referência dos tricolores para atacar o Girabola e as eliminatórias de apuramento para a fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.
Signori, que já representou o 1º de Agosto em 2017, regressou ao Petro de Luanda, onde vai jogar até 30 de Junho de 2022, de acordo com o vínculo contratual que vigora desde 18 de Junho último. Já Maikon Leite, que passou por vários clubes brasileiros, estava sem clube desde 6 de Janeiro do corrente.

Tempo

Multimédia