Desporto

Petro treina motivado para o Matlema FC

António de Brito

Em vantagem na primeira parte da eliminatória, depois da vitória em Maseru, por 2-0, o Petro de Luanda, vice-campeão nacional, treina esta manhã às 9h00, no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira “Jesus”, visando o desafio de domingo diante do Matlema Football Club do Lesotho, para a preliminar de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol.

António Cosano esbanja confiança e optimismo
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

Na única sessão de treino programada, o treinador António Cosano vai privilegiar a melhoria dos aspectos técnicos e tácticos, sem colocar de parte os pormenores físicos.
A culminar a preparação, o espanhol reparte os jogadores para efectuar o habitual jogo treino, com o propósito de corrigir algumas insuficiências que o grupo ainda apresenta.
Do plantel de 30 jogadores, o central ganês Isaac Mensah é o único indisponível, por estar a contas com uma lesão. Ricardo Job e Jacques Tuyiseng estão recuperados dos problemas clínicos e devem ser opção para o desafio frente ao Matlema.
Digerido o empate (2-2) diante do “caloiro” Wiliete Sport Clube, António Cosano trabalha uma equipa capaz de fazer esquecer a exibição patenteada na deslocação a Benguela. Na recepção ao campeão do Lesotho, a formação petrolífera é claramente favorita, como salienta o treinador petrolífero. “Jogámos em casa e temos de assumir total favoritismo. A convicção é forte e todos estão unidos à volta do principal objectivo. Estamos em condições de oferecer aos nossos adeptos um excelente espectáculo”, declarou ao Jornal de Angola.
Quanto ao conjunto adversário, após o triunfo fora de portas, António Cosano referiu que o “Matlema Football Clube é uma boa equipa. Sabe atacar e defender-se. Por isso, temos de estar atentos a estes aspectos. Tenho a plena certeza que em nossa casa vai jogar ao ataque”, disse, acrescentando que “espera ver o estádio cheio para o apoio incondicional aos jogadores. Contámos com a vossa presença, para ultrapassarmos o Matlema”, apelou aos adeptos.

Tempo

Multimédia