Desporto

Petro chega ao segundo após bater o Kabuscorp

António de Brito

O Petro de Luanda ascendeu ontem, à condição, a segunda posição do Girabola, após golear o Kabuscorp do Palanca, por 3-0, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em desafio de acerto de calendário pontuável para a sexta jornada, totalizando 24 pontos, estando a dois do líder do campeonato, Interclube.

Fotografia: Edições Novembro

Apostado em vencer o jogo, o Petro entrou com raça, querer e ambição, na ânsia de estar em vantagem no marcador. O técnico Roberto Bianchi fez alinhar uma equipa ofensivamente e ousada, disposta num 4-3-3.
Nos primeiros cinco minutos, o Petro atacou mais a baliza do Kabuscorp, mas não conseguia concretizar as oportunidades criadas. Aos três  minutos, Eddie Afonso desperdiçou uma situação clara de golo, após passe de Job. O guarda-redes Hélder saiu da baliza para abordar o lance. Com o tradicional 4-4-2, o Kabuscorp organizou-se e equilibrou o desafio. Os palanquinos passaram a atacar mais a baliza de Gerson. Aos 43 minutos, Sérgio Traquil foi forçado a alterar o sistema táctico, com a saída do central Ebongá, por lesão.
Assistiu-se a uma primeira parte interessante, com as duas equipas sempre à procura do golo inaugural. Onde o Petro teve a melhor oportunidade em cima do apito final, por intermédio de Tony, que isolado permitiu o corte de Mussumari.
No segundo tempo, a formação petrolífera surgiu mais esclarecida, após as substituições feitas por Roberto Bianchi. O Petro passou a povoar o meio campo adversário. Livre cobrado por Carlinhos, o central Maludi cabeceou para o golo inaugural, aos 66 minutos. Tiago Azulão substituiu Eddie Afonso, para bisar na partida, aos 71 e 91 minutos.                                                                                          

Tempo

Multimédia