Desporto

Petro de Luanda enfrenta hoje AS Nyuki em Kinshasa

António Cristóvão

O Petro de Luanda enfrenta hoje, às 15h30, a AS Nyuki de Butembo, da República Democrática do Congo (RDC) no Estádio dos Mártires, na cidade de Kinshasa, em jogo referente à primeira mão da penúltima eliminatória de apuramento para a fase de grupos da 16ª edição da Taça Nelson Mandela.

Fotografia: DR

Esta tarde estarão em desafio duas equipas que vivem momentos distintos nas competições internas dos seus países. Os tricolores encontram-se na segunda posição da tabela classificativa do Girabola, com 11 pontos, resultante de três triunfos, dois empates e sem derrotas, em cinco desafios disputados.
Os angolanos, apesar dos dois empates no Girabola, iniciaram uma das melhores épocas sob a batuta do técnico hispano-brasileiro, Roberto Bianchi, com cinco jogos sem conhecer o sabor da derrota, sendo o terceiro melhor ataque do Campeonato Nacional. 
Os tricolores, que viajaram apenas ontem à tarde para Kinshasa, devido a problema técnico na aeronave, estão cientes do clima hostil que podem encontrar esta tarde no Estádio dos Mártires. Aliás, a mensagem foi passada durante a preparação, no campo Osvaldo Saturnino de Oliveira, em Luanda, pelo técnico Beto Bianchi.
Apesar das três sessões de treinos terem sido fechadas à imprensa, na conferência de imprensa, realizada nesta terça-feira, para a antevisão ao jogo, o técnico hispano-brasileiro deu a entender que os tricolores vão apostar na contenção defensiva e nos  contra-ataques rápidos para surpreender o adversário.
O representante angolano pretende alcançar um resultado positivo no reduto do adversário, para no desafio de resposta, em Luanda, com o apoio dos seus adeptos, resolver a eliminatória. 
Os congoleses democratas, por seu lado, registam cinco derrotas em nove jogos da Super Liga da RDC, e encontram-se no 13º lugar, com seis pontos, menos 31 que o TP Mazembe no topo.
Petro de Luanda e AS Nyuki encontram-se pela primeira vez na história desta competição africana de futebol.
O desafio da segunda mão disputa-se no próximo dia 21 deste mês, às 16h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda, com arbitragem de um quarteto moçambicano, chefiado por Celso Alvação, de 29 anos.
O quarteto de juízes moçambicanos, nomeado pela Confederação Africana de Futebol (CAF), deve desembarcar em Luanda na próxima quarta-feira, dia 19.

Tempo

Multimédia