Desporto

Petro de Luanda vence desafio com o AS Nyuki

António de Brito

Com golo de Vá, o Petro de Luanda derrotou ontem o Association Sportive Nyuki do Congo Democrático, por 1-0, no Estádio dos Mártires em Kinshasa, no desafio da  primeira “mão” da penúltima eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça Nelson Mandela.

Avançado Vá foi o autor do golo solitário da partida
Fotografia: M.Machangongo| Edições Novembro

A formação petrolífera entrou melhor no jogo e procurou nos minutos iniciais visar a baliza adversária, com transições rápidas de trás para frente. Decorridos sete minutos, Tiago Azulão assistido por Tony falhou uma situação clara de golo. Com o guarda-redes Arsène já batido, o avançado brasileiro não teve calma e serenidade para fazer o golo.
Em ataque planeado, o Petro chegava com muita facilidade ao último reduto adversário, mas os seus jogadores pecavam em demasia na finalização. O conjunto congolês não dava a luta que se esperava, de modo a contrariar a superioridade da equipa angolana.
Com o tradicional 4-4-2 desdobrável, o técnico Ro-berto Bianchi utilizou de iní-cio Gerson na baliza, Eddie Afonso, Danilson, Wilson e Tó-Carnerio no quarteto de-fensivo. Na linha intermediária jogaram Além, Herenilson, Job e Vá e as despesas de ataques foram entregues a Tony e Tiago Azulão.
Nas faixas laterais, Job e Vá obrigavam a equipa congolesa a baixar as suas linhas, para evitar que o Petro não conseguisse um resultado mais dilatado. Não tardou, a equipa de Beto Bianchi adiantou-se no marcador, por intermédio de Vá, aos 29 minutos. Depois de ter recebido um passe de Job, o “baixinho” do Petro surgiu na área para inaugurar o marcador.
No segundo tempo, os tricolores do Eixo Viário mantiveram a dinâmica da etapa inicial. Os congoleses tinham dificuldades para saírem a jogar com a bola controlada, já que os atletas do Petro marcavam por cima. Aos 70 mi-nutos, Tiago Azulão falhou uma situação clara de golo, para ampliar o placar. O jogador brasileiro abordou mal o lance. O jogo da segunda “mão” realiza-se no dia 21 do corrente, no Estádio Nacional 11 de Novembro.

Tempo

Multimédia