Desporto

Petro de Luanda afina táctica para o desafio com o Sporting

António de Brito

O plantel do Petro de Luanda realiza esta manhã às 8h00, no campo do Catetão, o último treino da semana tendo em vista o jogo de amanhã, frente ao Sporting de Cabinda, no Estádio Municipal do Tafe, na antecipação da quarta jornada do Girabola, a pedido da formação petrolífera, por força do engajamento na Taça CAF, vulgo Nelson Mandela.

Em caso de vitória os tricolores assumem à condição a liderança da tabela classificativa
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Roberto Bianchi aproveita o derradeiro ensaio para corrigir imperfeições, bem como definir a equipa base para a “Operação Cabinda”. O central Élio Wilson volta a falhar, por lesão, o desafio com os Leões, depois de já o ter feito diante do Cuando Cubango FC.
Isaac Mesah e Inusah Musah, reforços provenientes do Ghana, também voltam a ver adiadas as respectivas estreias com a camisola tricolor diante da formação leonina.
Ambos aguardam pelo certificado internacional da FIFA, que os habilita a representar o clube angolano, daí a razão dos constrangimentos para a utilização do médio e do central contratados, ao Hearts Of Oak Sporting Club do Ghana.
Apesar das dificuldades a encontrar no terreno do opositor, já que o Sporting vem de duas goleadas sofridas por 3-0, frente à Académica do Lobito e Progresso Sambizanga, Roberto Bianchi joga no seguro e trabalha uma equipa capaz de garantir a segunda vitória consecutiva, com o intuito de assumir a liderança isolada do campeonato. Caso vençam em Cabinda, os petrolíferos totalizam sete pontos.
Mas, Bianchi e pupilos não terão seguramente um jogo fácil, porque o conjunto caseiro transcende-se quando joga com os “papões do futebol” nacional.
Frente ao Sporting, o hispano-brasileiro deve alterar o “onze” que alinhou na vitória por 3-1, diante do Cuando Cubango FC, com Gerson, Karanga, Mira,Wilson, Danilson (defesas), Herenilson, Job, Vá e Tó Carneiro (médios), Tiago Azulão e Tony.
No conjunto anfitrião, Emena Kuazambe também vai mexer no seu xadrez.
Depois dos seis golos consentidos, Léu é substituído por Mário. Para que os golos apareçam diante do Petro, o técnico leonino vai fazer alinhar com dois avançados, Bebucho e Kláucio.
No histórico de jogos disputados, a formação petrolífera leva clara vantagem, tendo um registo de 13 vitórias, seis derrotas e igual número de empates. O Petro marcou 42 golos e sofreu 21.

Antevisão ao jogo

O treinador petrolífero, Roberto Bianchi prometeu uma equipa combativa, de modo a conquistar os três pontos.”O lema tem sido este em todos os jogos. Trabalhamos sempre com o pensamento nos três pontos, com base no respeito pelos adversários”, garantiu Beto Bianchi.Instado a comentar sobre o adversário, o técnico do vice-campeão do Girabola disse ser complicado jogar com equipas que lutam pela permanência na competição.
“O Sporting vem de duas derrotas e joga o tudo ou nada. Penso que estão criadas as condições para somar mais três pontos.”
Do lado da formação verde e branca, o técnico Emena Kuazambe pretende contrariar ao pormenor o favoritismo do Petro de Luanda.
“Jogámos em casa e temos de assumir as nossas responsabilidades. Sabemos de antemão que o jogo afigura-se difícil, mas temos as nossas armas para contrapor as intenções do oponente. Não nos passa pela cabeça perder o terceiro encontro”, disse, acrescentando que o campeonato do Sporting de Cabinda começa agora com o Petro de Luanda.
“Se quisermos continuar na competição, temos de procurar vencer os jogos no nosso reduto. Respeitamos a equipa adversária, mas não a tememos. Apesar dos problemas financeiros estão apostados na manutenção.”
A quarta jornada reserva ainda as partidas: 1º de Agosto-Santa Rita do Uíge, Saurimo FC- Cuando Cubango FC, Sagrada Esperança-Progresso Sambizanga, Kabuscorp do Palanca-ASA, Desportivo da Huíla. Interclube, FC Bravos do Maquis-Académica do Lobito e Recreativo da Caála-Recreativo do Libolo.
Com quatro pontos, seis equipas dividem a liderança da prova, designadamente Progresso Sambizanga, Petro de Luanda, 1º de Agosto, Kabuscorp do Palanca, Saurimo FC e Sagrada Esperança.

Tempo

Multimédia