Desporto

Petro de Luanda prepara deslocação a Pretória

António Cristóvão

As cautelas defensivas e as saídas rápidas, pelas linhas laterais, para as acções ofensivas dominaram ontem a sessão de treino matinal da equipa de futebol do Petro de Luanda, realizada no Catetão, no Bairro Madame Bergman, na sequência da preparação para o desafio com o Supersport United FC (Garotos Elegantes), nesta sexta-feira à noite, em Pretória, capital da África do Sul.

Tricolores trabalham para melhorar a eficácia ofensiva e surpreender o Supersport United
Fotografia: Santos Pedro | Edições Novembro

Durante os trabalhos, o técnico Roberto Bianchi interrompeu várias vezes a sessão para as correcções dos movimentos, sobretudo da organização defensiva, quando estiver no ataque.
Roberto Bianchi mostrou-se preocupado com a lentidão dos seus atletas, durante as transições ofensivas e na recuperação depois dos contra-ataques.
"Temos de pensar mais rápido, quando estivermos com a bola, mas já melhoramos. Estamos a trabalhar a velocidade mental dos jogadores, quando estão com a bola", destacou o treinador.
Os tricolores voltam a treinar esta manhã no Catetão com o grupo incompleto, devido a problemas de saúde dos médios Diney e Francis. O brasileiro recupera de uma gripe, enquanto Francis fica parado durante duas semanas, por ter contraído na sexta-feira passada uma entorse no tornozelo direito.
Com esta situação, Diney e Francis falham o jogo da segunda-mão em Pretória.
Hoje, depois da preparação, Roberto Bianchi faz a antevisão ao jogo com os sul-africanos, no Complexo Demóstenes de Almeida.
A equipa do Eixo Viário segue amanhã, via Joanesburgo em voo da companhia de bandeira, para Pretória, com uma comitiva de 25 pessoas entre atletas, oficiais e um dirigente da Federação Angolana de Futebol (FAF).   
O desafio entre tricolores e Garotos Elegantes disputa-se na sexta-feira, às 19h00, no estádio Lucas "Masterpieces" Moripe, na cidade de Pretória, e é referente à segunda “mão” dos dezasseis avos de final de apuramento para a fase de grupos da 15ª edição da Taça Nelson Mandela.
Para este embate, a Confederação Africana de Futebol (CAF) nomeou um quarteto de árbitros da Zâmbia, chefiado por Wisdom Chewe, tendo como juízes assistentes Amos Nanga Chawe e Oliver Gift Mweene. No en-contro da primeira “mão”, tricolores e Garotos Elegantes empataram sem golos, no dia 10 deste mês, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda.

Tempo

Multimédia