Desporto

Petro de Luanda reconhece relva do palco do jogo

António de Brito

A equipa do Petro de Luanda faz hoje, às 20h00, o habitual treino de adaptação ao relvado do Estádio 25 de Julho, onde amanhã defronta o Nasr Hussein-Dey da Argélia, em partida referente à primeira jornada do Grupo D da 16ª edição da Taça da Confederação.

Fotografia: DR

Com os processos de jogo já consolidados, depois do trabalho realizado em Luanda, o técnico Roberto Bianchi dedica parte da sessão de trabalhos à recuperação física dos jogadores. Logo a seguir ao aprumo físico, o hispano-brasileiro incide a preparação da equipa na melhoria dos fundamentos técnicos, finalizando o apronto com corridas ligeiras à volta do campo.
O médio Além é "carta fora do baralho", porquanto não recuperou da lesão contraída no joelho direito, no desafio diante do Stade Malien do Mali. A queixar-se de dores nas costas, o “capitão” Job não seguiu com a equipa para a “Operação Argélia”.
Em declarações ao Jornal de Angola, Roberto Bianchi mostrou-se esperançado num bom resultado, apesar de a equipa jogar fora de portas. “Entramos em todos os jogos com o pensamento na vitória. Faremos de tudo para não defraudarmos os adeptos do futebol, porque o Petro está a representar a Nação angolana. Fizemos um excelente trabalho para esta partida”, garantiu o treinador do Petro de Luanda.
Instado a comentar sobre a equipa argelina, Roberto Bianchi referiu que a formação petrolífera não joga às escuras, uma vez que se documentou acerca do adversário.
“Analisámos através de vídeos os pontos fortes e fracos do Nasr Hussein- Dey. Penso que estamos em perfeitas condições, para regressarmos da Argélia com um resultado positivo na bagagem”, disse, acrescentando que o Petro de Luanda tem objectivos na competição, que visam atingir a outra fase da Taça CAF.
Para o mesmo agrupamento, o Gor Mahia do Quénia defronta o Zamalek do Egipto, às 16h00, no Estádio Misc Kasarani, em Nairobi, com o trio de árbitros moçambicano chefiado por Celso Alvacao.

Tempo

Multimédia