Desporto

Petro procura ganhar vantagem em Bamako

António Cristóvão

O Petro de Luanda joga hoje, às 17h00, contra o Stade Malien no Estádio Modibo Keita, na capital do Mali, Bamako, referente à primeira mão da última eliminatória de apuramento para a fase de grupos da 16ª edição da Taça Nelson Mandela. 

Conjunto do Eixo Viário entra para o desafio ciente das dificuldades que terá pela frente
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Um jogo aguardado com muita expectativa pelos adeptos tricolores e pelos amantes do futebol nacional, por ser o único representante angolano nas Afrotaças, depois da eliminação do 1º de Agosto na qualificação para a Liga dos Clubes Campeões.
Os tricolores deslocaram-se à Bamako com o intuito de disputarem um excelente desafio, para obterem um resultado tranquilizador, que lhes permita resolver a eliminatória no Estádio Nacional 11 de Novembro.
Durante a semana de preparação, o técnico Beto Bianchi ensaiou vários esquemas tácticos, para contrariar ao máximo as acções ofensivas do adversário, e evitar sofrer golos no reduto dos “Les Blancs”, designação oficial do Stade Malien.
Por outro lado, a equipa orientada pelo treinador hispano-brasileiro deseja vencer o desafio para chegar à fase de grupos da Taça Nelson Mandela, objectivo supremo dos tricolores, cuja qualificação depende de um resultado positivo esta tarde no Estádio Modibo Keita.
Beto Bianchi, desde quinta-feira em Bamako, está com um grupo  moralizado e confiante num bom jogo, apesar de reconhecer as qualidades dos anfitriões.
O dianteiro Tiago Azulão, que nas vésperas da viagem trabalhou condicionado, espera marcar  com maior ou menor dificuldade, caso esteja em condições físicas para jogar, enquanto o lateral esquerdo Tó Carneiro, totalmente recuperado da lesão, promete uma excelente organização defensiva.
O Stade Malien, por seu lado, que foi afastado na última eliminatória de apuramento para a fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos pelo Asec Mimosa da Costa do Marfim, vai certamente querer redimir-se da desqualificação. 
Apesar da falta de ritmo competitivo devido à suspensão do campeonato local, afectado pela crise financeira, o Stade Malien não deixa de ser um conjunto forte e matreiro, quando joga diante do seu público. Também é um conjunto que privilegia o jogo aéreo, valendo-se da grande estatura física dos seus jogadores para desgastar o sector defensivo dos forasteiros.
“Les Blancs”, que ocuparam a primeira posição do campeonato do Mali em 2017, têm uma média de idade de 23 anos, 1.80 cm de altura e 78 quilos.
O desafio da segunda mão disputa-se no próximo dia 19 deste mês, às 16h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda.

 Bianchi garante prontidão da equipa

Beto Bianchi, treinador da equipa principal do Petro de Luanda, garantiu antes da viagem para a capital do Mali, Bamako, que os seus pupilos estão com o moral alto para o desafio contra o Stade Malien hoje, às 17h00, no Estádio Modibo Keita, na cidade de Bamako.
“O grupo está motivado pelos últimos resultados no Girabola'2018/2019. Vamos enfrentar um adversário muito forte, e não vai ser um jogo fácil”, disse o hispano-brasileiro.
O treinador reconheceu que vai enfrentar um adversário com uma estatura física forte, num estádio com fraca qualidade da relva, mas garantiu que a sua equipa está em condições de equilibrar durante o tempo regulamentar da partida.
“O Stade Malien é um conjunto com jogadores altos e morfologicamente fortes, mas a equipa está bem e preparada para enfrentar as dificuldades. Trabalhámos bem, e com o moral alto”, sublinhou.
“Conhecemos bem o Stade Malien, o seu estilo ou filosofia de jogo e a capacidade técnica individual dos seus jogadores. É uma equipa forte fisicamente e que faz muito recurso a esse aspecto. É com base nestes pontos que estamos proibidos de errar”, acrescentou o técnico.
Beto Bianchi diz ter a receita para surpreender o adversário: jogar rápido, trocar a bola com segurança, não poupar esforço e preencher os espaços livres.
Seguiram viagem para Bamako os guarda-redes Gerson e Augusto; os defesas Eddie Afonso, Diogenes, Élio, Wilson, Danilson e Tó Carneiro; os médios Herenilson, Benvindo, Carlinhos, Além, Karanga e Mateus e os atacantes Vá, Job, Tiago Azulão e Tony.

Tempo

Multimédia