Desporto

Petrolíferos fazem acertos para o Tour

Teresa Luís

A realização de treinos ligeiros marcam a estadia da equipa de ciclismo BAI/Sicasal/Petro de Luanda, que se encontra desde terça-feira no Burkina Faso, palco da 32ª edição do Tour du Faso, cujo arranque está marcado para sábado, às 8h00, com a distância de mil 350 quilómetros, num total de dez etapas.

Comandados de Carlos Araújo fazem adaptação ao clima
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Em declarações ao Jornal de Angola, o treinador do conjunto petrolífero, Carlos Araújo, afirmou que, apesar do cansaço da viagem e as dificuldades relativas ao clima, o grupo está motivado para alcançar as metas previamente traçadas.
“Infelizmente, a viagem foi muito longa. Outra dificuldade está relacionada com o calor. As temperaturas são muito altas e o clima é seco. Mas estamos focados nos nossos objectivos. Na terça-feira, fizemos um treino de descompressão e, na quarta, uma sessão ligeira. Os atletas reagiram bem e até sábado já estarão adaptados. Foi bom termos vindo com antecedência, de contrário seria pior”, disse.
Dário António (líder), Bruno Araújo, Gabriel Cole, Adilson Zacarias, Hélder Silva e Cruz Tuto (gregários) são os ciclistas convocados por Carlos Araújo para a “operação” Tour du Faso. Com excepção de Cruz Tuto, a recuperar de uma gripe e paludismo, os demais integrantes da equipa estão bem.
A prova sob a égide da União Internacional de Ciclismo (UCI) conta com 21 países inscritos e a presença confirmada de ciclistas profissionais do circuito europeu e africano. O Petro ambiciona ocupar um dos lugares do pódio, na classificação por equipas e individual.

Tempo

Multimédia