Desporto

Presidência da Federação de atletismo pode ter disputa renhida

Silva Cacuti

O presidente cessante da Federação Angolana de Atletismo (FAA), Bernardo João, vai apresentar-se para a renovação do mandato no processo eleitoral, ainda por calendarizar. Na concorrência, o recordista nacional de arremesso de dardo, vai deparar-se com rostos conhecidos, como António Andrade, veterano e antigo especialista dos cinco e 10 mil metros, e Gertrudes Sepúlveda “Professora Gegé”, actual vice-presidente, que pretende manter-se na Federação, mas com funções de presidente.

Três candidatos perseguem liderança da modalidade
Fotografia: Edições Novembro

“Agora, no fim do mandato conseguimos parcerias importantes, por parte do sector empresarial, que nos garantem a execução dos programas que traçamos. Por isso, vamos avançar para mais um mandato”, disse Bernardo João.

A “Professora Gegé” ainda não se pronunciou sobre a candidatura. Os contactos feitos, pela nossa reportagem, redundaram em fracassos. António Andrade diz-se motivado pelo apoio que tem de “um dos grandes clubes do país”.

Enquanto se aguarda pelo “nascimento” do processo eleitoral, depois da prestação de contas da actual gestão, cada candidato movimenta-se em busca de parcerias.

Bernardo João associa-se a João Ntyamba, que vai manter a vice-presidência. Gertrudes Sepúlveda tem como aliados Joaquim Dombaxi e parte dos integrantes do actual elenco.

António Andrade viu a candidatura à presidência da FAA em 2016 chumbada, pela Comissão Eleitoral, por irregularidades na subscrição. Está a apostar estrategicamente em parcerias, como a do antigo presidente da federação, Carlos Teixeira, de quem diz ter apoio.

Tempo

Multimédia