Desporto

Primeiro troféu da época é disputado em Malanje

Teresa Luís

1º de Agosto-Petro de Lu-anda (femininos) e 1º de Agosto-Desportivo da Marinha (masculinos) discutem a 16 de Fevereiro, o troféu da 13ª edição da Supertaça "Francisco de Almeida", em andebol de seniores, a decorrer no Pavilhão Palanca Negra, Malanje.

Militares e petrolíferas centralizam atenções em feminino
Fotografia: Militares e petrolíferas centralizam atenções em feminino

Os jogos, que marcam a abertura da época desportiva da Federação Angolana da modalidade (Faand), são disputados pela terceira vez fora de Luanda, depois de Sumbe (2013) e Malanje (2014).
As militares entram para a quadra com o rótulo de detentoras da Taça de Angola e as petrolíferas de finalistas vencidas, da segunda maior competição do calendário de provas. Por esta razão, os aficionados daquela parcela do país, pela segunda vez, têm a oportunidade de assistir o melhor do andebol angolano e africano.
Os técnicos Morten Soubak e Vivaldo Eduardo nesta fase montam estratégias, de modo a conquistarem o primeiro título do ano e por esta via começar da melhor forma. A direcção executiva da Faand, por sua vez, desdobra-se na criação de condições.
Na edição passada, o Petro conquistou o 11º ceptro, ao derrotar (21-19) o 1º de Agosto. Em masculinos, os pupilos de Filipe Cruz defrontam os de Nelson Catito. Na condição de vencedores da Taça de Angola, os agostinos têm pela frente os marinheiros que estreiam na Supertaça.
Depois da disputa do Mundial, os dois conjuntos estão focados em começar a época doméstica da melhor forma. No ano passado, o Interclube venceu (13-20) o 1º de Agosto e totalizou seis troféus.
A Supertaça "Francisco de Almeida" visa homenagear o primeiro presidente do ór-gão-reitor da modalidade.

Tempo

Multimédia