Desporto

Principais forças do andebol disputam primazia em África

Teresa Luís

A equipa sénior feminina de andebol do Petro de Luanda regressa, três anos depois, a uma das maiores montras da modalidade, para a disputa da 34ª edição da Taça dos Vencedores das Taças, a decorrer de 12 a 24 de Abril, na cidade do Cairo, capital do Egipto.

Equipas angolanas podem, caso estejam ao seu melhor nível jogar a final da competição
Fotografia: Miqueias Machangongo | Edições Novembro

Com sete títulos conquistados de modo ininterrupto (2008 a 2014), as petrolíferas, comandadas por Vi-valdo Eduardo, ocupam o segundo lugar do ranking africano, atrás do África Sport da Costa do Marfim, que tem nove troféus. O Camishi dos Camarões soma cinco, o Rombo Sport da Costa do Marfim, quatro, e o 1º de Agosto, três.
Na presente edição, dez formações participam na prova , designadamente 1º de Agosto (campeão), Petro de Luanda, Stade Mandji (Gabão), Cara e Abo Sport (Congo Brazzaville), FAP e Dyamique de Bokito (Camarões), HC Heritage (Congo Democrático),  Habitat HBC (Costa do Marfim) e Al Ahly (Egipto).
Com a presença confirmada das duas melhores equipas do continente, perspectiva-se uma final inédita, entre Petro e 1º de Agosto, que nunca coexistiram na competição. As militares, orientadas pelo dinamarquês Morten Soubak, ambicionam a conquista do quarto troféu consecutivo, ao passo que as petrolíferas perseguem o resgate do ceptro que há três anos não repousa na galeria do Eixo Viário. O sorteio está marcado para sábado, na sede do Al Ahly.
A disputa do Campeonato Provincial de Luanda está inserida na preparação das eternas rivais. Hoje, às 18h00, o 1º de Agosto recebe o Petro de Luanda, no campo do Quartel-General do Exército. Soubak e Vivaldo têm a oportunidade de avaliar os plantéis, tirar ilações e montar estratégias com vista o alcance dos objectivos traçados.

Reforço masculino
Al Ahly (campeão) e Heliopolis (Egipto), Salinas e Phoenix (Gabão), Al Ittihad e Al Nasr (Líbia), TBHC (Madagáscar), Inter Club (Congo Brazzaville), As Minuh e FAP (Camarões), JSK e JSL (Congo Democrático), Widad Smara (Marrocos), ESS (Tunísia), RED Star  (Costa do Marfim), Kirkos Sub-City e Kembata Durame (Etiópia) são as equipas que confirmaram participação.
Não obstante a conquista da medalha de bronze, nas duas últimas edições do Campeonato Africano das Nações, Angola continua a falhar presença nas provas continentais de clubes. 1º de Agosto e Interclube são as formações que mais atletas cedem à Selecção Nacional.
O órgão reitor da modalidade e as direcções dos dois clubes devem gizar estratégias, de modo a garantir a presença em provas do género, visando o alcance de maior rodagem competitiva, sobretudo numa fase em que o país está qualificado para o Mundial. 
A última participação dos militares nas provas da Confederação aconteceu em 2013, na Taça dos Campeões. Club Africain (cinco títulos), Esperance de Tunis e Zamalek do Egipto (três) são  ausências sonantes da presente edição.

Tempo

Multimédia