Desporto

Protestos adiam jogos da Ligue 1

Depois de quarta-feira a Liga francesa ter adiado os encontros PSG-Montpellier e Toulouse-Lyon marcados para amanhã, ontem mais dois jogos da jornada 17 da Ligue 1 foram cancelados devido à instabilidade no país, provocada pelas manifestações dos "coletes amarelos".
Nesta conformidade foram canceladas as partidas que envolvem o Mónaco-Nice que estava marcada para on-tem à noite, e o Saint Etienne-Marselha, que deveria realizar-se domingo.

Neymar avançado brasileiro joga no Paris Saint Germain
Fotografia: DR

Segundo um comunicado da Liga, o Mónaco-Nice foi adiado "a pedido do governo do principado", enquanto o Saint Etienne -Marselha não se realiza por solicitação do departamento do Loire.
Para já, continuam a manter-se seis encontros do calendário: quatro partidas de amanhã, às 19h00 (An-gers-Bordéus, Guingamp-Amiens, Nîmes-Nantes e Rennes-Dijon) e dois en-contros de domingo que vai opor Estrasburgo-Caen às 14h00 e Lille-Reims duas horas mais tarde.
Paris foi um dos palcos, no fim de semana passado, de vários distúrbios e destruição dentro da manifestação contra o aumento dos combustíveis.
Por outro lado, Lyon e Marselha falharam, quarta-feira, a subida ao pódio da Liga francesa, ao serem derrotados, respectivamente, por Rennes e Nantes.
Surpresa maior  aconteceu em Lyon, derrotado em casa, com dois golos de rajada, a fechar a primeira parte. Ben Arfa, num remate de fora da área, não deu hipóteses de reacção ao internacional português Anthony Lopes. Logo de seguida, rápida jogada de contra-ataque valeu o 2-0, por Siebatcheu.
Já em Nantes, o Marselha esteve duas vezes na frente do marcador (golos de Sanson e Thauvin, este de penálti), mas o Nantes reagiu sempre da melhor forma e viria a chegar à vitória. Sala, Abdoulaye Touré e Boschilia foram os autores dos golos.
Nas restantes partidas já realizadas, referência para mais uma derrota do Guingamp, desta feita no terreno do Dijon, por 2-1.

Tempo

Multimédia