Desporto

Provincial faz parar trabalhos selecção

Teresa Luís

A disputa da fase final do Campeonato Provincial júnior feminino está na base da suspensão dos trabalhos da Selecção Nacional, que projectava no Pavilhão Principal da Cidadela a 21ª edição do mundial da categoria, a disputar-se de 1 a 14 de Julho na Hungria.

O facto foi anunciado, on-tem, pelo técnico-adjunto das campeãs africanas, Luís Chaves, acrescentando, que ,eventualmente, retomam a 11 de Junho, razão pela qual é prematuro avaliar a preparação. “Nenhum ciclo programado foi cumprido.
 Logo, não tenho o que avaliar. Dispensamos as jogadoras, porque as direcções dos clubes argumentam que estão a disputar as etapas finais dos campeonatos de juniores, seniores e a Taça de Angola. Não há tempo para a selecção”, lamentou.
Em relação aos jogos de controlo com a Epal e Petro de Luanda, Luís Chaves explicou que foram adiados: “As partidas estavam marcadas para sexta-feira e sábado, mas a preparação foi suspensa na terça. Não temos garantia de retomar no dia 11, porque a Marinha joga os quartos-de-final da Taça de Angola, nos dias  22 e 23 de Junho. A ideia é puxar os jogos para 15 e 16. Estamos nesse impasse”.
O “sete” nacional, às ordens de Edgar Neto, disputa o mundial com o objectivo de me-lhorar a 14ª posição obtida no campeonato da Rússia. Inseridas no Grupo C, na fase preliminar, as campeãs africanas defrontam a Dinamarca, Ho-landa, Roménia, Japão e  Paraguai. Hungria, Noruega, Montenegro, Brasil, Portugal e Costa do Marfim integram a série A. Rússia, Coreia do Sul, Eslovénia, China, Chile e Islândia formam o grupo B, enquanto a França, Alemanha, Espanha, Croácia, Egipto e Suécia a série D.

Tempo

Multimédia