Desporto

Quezada de regresso ao clube do Rio Seco

Armindo Pereira

O regresso do base norte-americano Emmanuel Quezada vem aumentar o leque de opções do treinador Paulo Macedo, no comando do 1º de Agosto, cujo objectivo passa pela revalidação do título nesta 41ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol sénior masculino.

Base norte-americano volta a integrar o plantel às ordens do técnico Paulo Macedo
Fotografia: José Cola | EDIÇÕES NOVEMBRO

Fonte próxima à direcção do clube rubro e negro, liderada por Carlos Hendrick, revelou ao Jornal de Angola que a crise financeira e a consequente escassez de divisas para honrar com o contrato estiveram na base da ausência do jogador, de 33 anos e 1,90 metros, na primeira volta da fase regular da prova.
Deste modo, o jogador vai cumprir com a sua terceira época ao serviço do campeão nacional, e já treina com os companheiros de equipa, onde encontrou dois novos rostos. Tratam-se de Pedro Bastos e Fidel Cabita, as mais novas aquisições do 1º de Agosto para a presente época. 
Depois das férias colectivas para a quadra festiva, Paulo Macedo vai recuperar os jogadores e começar o novo ano civil da melhor maneira, rumo aos objectivos preconizados.
Quezada é o primeiro expatriado que chega ao país para jogar na maior competição a nível da bola ao cesto. A crise financeira que assola o país, nos últimos tempos, tem dificultado os principais emblemas de assegurar a contratação de atletas estrangeiros, para reforçarem as respectivas agremiações.
Em negociações com o Petro de Luanda encontra-se o extremo-poste norte-americano, Jason Cain, 2,08 metros. A direcção tricolor tem meio caminho andado para assegurar o regresso do jogador, que já deu alegrias aos aficcionados do clube.
Por outro lado, depois de ser cogitado o afastamento de Lazare Adingono no comando da equipa técnica do Petro de Luanda, alegadamente devido a maus resultados no Campeonato Nacional, o facto é que o camaronês recebeu voto de confiança e vai cumprir na íntegra o seu contrato até 2020.
As exibições pouco convincentes nas últimas jornadas, aliadas às duas derrotas com o Interclube, levaram a massa associativa a questionar a sua continuidade. Há sete anos a comandar os destinos da turma do Eixo -Viário, Lazare Adingono promete apresentar uma equipa diferente e fazer as pazes com os adeptos. 
No Campeonato Nacional, os pupilos de Adingono lideram com 27 pontos, seguidos pelo 1º de Agosto com 24 e menos duas partidas.

Retorno à competição
Depois da pausa de duas semanas, o Campeonato Nacional prossegue amanhã com a realização de três partidas referentes à sétima jornada da fase regular. No Arena do Kilamba, o ASA recebe o Helmarc Academia, às 16h00.
No entanto, não se sabe se a partida vai ou não acontecer pois os jogadores afectos à formação do Kilamba reclamam por salários em atraso, e chegaram a condicionar reatar os trabalhos só mediante pagamento.    
 Duas horas mais tarde o 1º de Agosto vai receber o Vila Clotilde, no Victorino Cunha, ao passo que a Universidade Lusíada mede forças com Clube de Formação Kwanza, às 15h00, no Anexo II da Cidadela.  Para a mesma jornada, o Interclube venceu, por 87-83. o Petro de Luanda, em partida de antecipação.

 

Tempo

Multimédia