Desporto

Real Madrid deixa cair o registo da Juventus

Anaximandro Magalhães

Numa noite galardoada com um golo esplêndido de Cristiano Ronaldo, marcado de pontapé acrobático (bicicleta) a 2,23 metros de altura, o Real Madrid deixou cair o registo da Juventus, de cinco anos sem perder qualquer jogo no seu estádio para a Liga dos Clubes Campeões Europeus de futebol.

Os espanhóis foram à cidade de Turim derrotar por 3-0 a Vecchia Signora, no Juve Stadium, onde ambas disputaram a primeira-mão dos quartos-de-final da maior competição de clubes da UEFA.
A série de 23 jogos da Juventus, 14 vitórias e nove empates, 37 golos marcados (1,6 por jogo) e 16 sofridos (0,7), foi quebrada pelo técnico dos merengues, Zinedine Zidane e pupilos. A derrota por 2-0 com o Bayern Munique, da Alemanha, na segunda-mão dos quartos-de-final de Champions League (designação inglesa da prova), em Abril de 2013, foi a única sofrida pelo clube de Turim na prova no seu novo estádio.
Massimiliano Allegri e jogadores correm o risco de agregar ainda aos anais, a eliminação, pela primeira vez, diante dos madridistas em jogos a eliminar. Em cinco desafios, a excluir, a Juve afastou sempre o Real.
Quando tudo fazia prever que a reedição da final da Liga dos Campeões da edição passada servisse de ajuste de contas após o percalço por 4-1, da Juventus frente ao Real Madrid, no Estádio Millennium, em Cardiff, País de Gales, eis que Zidane, Ronaldo, Marcelo, Isco, Sérgio Ramos e companheiros, estiveram próximos de golear o adversário.
Gianluigi Buffon, Gonzalo Higuaín, Blaise Matuidi, Sami Khedira, sem desprimor para os demais, têm agora tarefa hercúlea, ir ao Estádio Santiago Bernabeu vergar dia 11 os blancos.
Outro objectivo  que se propõe a equipa do país do Estado do Vaticano é quebrar a invencibilidade da formação presidida por Florentino Perez, no seu Estádio. Em desafios para a Champions os merengues somam 21 encontros sem perder.
A vitória expressiva aproxima o Real, líder da tabela com 12 taças conquistadas da Liga dos Campeões, dos objectivos redefinidos para a época, depois de hipotecada a possibilidade de resgatar o título do campeonato do seu país, a La Liga. A Juve detém duas taças da liga.
O vencedor da Liga dos Clubes Campeões embolsa 15,5 milhões de euros, valor que pode subir o próximo ano conforme previsão do órgão reitor do futebol europeu.

Tempo

Multimédia