Desporto

Recreativo da Caála reorganiza o plantel

O defesa central Fabião Miguel “Lelé”, de nacionalidade congolesa, está de regresso ao Recreativo da Caála, para reforçar o plantel na segunda volta do Girabola 2018/19, depois de passagens pelo Kabuscorp do Palanca e Santa Rita de Cássia do Uíge.

David Dias ambiciona melhor prestação na segunda volta
Fotografia: Santos Pedro | Edições Novembro

Antes de rumar para o Kabuscorp do Palanca, onde jogou na época 2018, e no Santa Rita, onde esteve na primeira volta deste Girabola, Lelé esteve no Recreativo da Caála desde 2013.
Para além de Lelé, a equipa comandada por David Dias conta igualmente com o reforço do guarda-redes Julião, contratado ao 1º de Agosto, que se junta a Beny e Boneco.
Em declarações à Angop, o técnico David Dias considerou de satisfatória a integração dos novos atletas no plantel, apresentando bons indicadores para aquilo que são as pretensões do clube.
Adiantou que, para além destes jogadores, o clube prevê contratar mais dois, ainda por confirmar, sendo um médio e um atacante, para reforçar o plantel com vista a concretizar os objectivos traçados, que passam pela melhoria da posição na tabela classificativa.
Quanto às saídas, informou que foram dispensados os atacantes Domingos e Concolo, ambos congoleses, e o guarda-redes angolano Moio.
A equipa prepara a recepção ao Santa Rita, no arranque da segunda volta. Neste desafio, David Dias aponta a conquista dos três pontos como um imperativo, por ser um jogo em casa ante um adversário do mesmo nível.
O Recreativo da Caála ocupa a 11ª posição da tabela classificativa com 17 pontos, fruto de quatro vitórias e cinco empates em 15 jogos, ao passo que o Santa Rita está no oitavo lugar com mais um.
O 1º de Agosto é o líder da competição com 33 pontos, seguido pelo Petro de Luanda com 31, ao passo que o Cuando Cubango é último com 11 pontos.

Sagrada reforça defesa
O Sagrada Esperança da Lunda-Norte vai contar, na segunda volta do Girabola'2018/19, com dois novos jogadores. Trata-se do guarda-redes Titinho e o central Edson, ambos provenientes do Progresso do Sambizanga.
O vice-presidente do Sagrada Esperança, José Pontes Ramos, que anunciou o facto à Angop, esclareceu que o défice que se regista na baliza e na defesa aflige a direcção do clube, daí a contratação dos atletas, que serão mais-valias para o actual plantel. Os referidos atletas substituirão os futebolistas Carlos e Pingo, dispensados.

 

Tempo

Multimédia