Desporto

Rivais viram atenções para a Taça de Angola

Teresa Luís

Depois do envolvimento do 1º de Agosto (campeão) e Petro de Luanda na Taça dos Clubes Campeões, em andebol sénior feminino, as eternas rivais têm as atenções viradas para a disputa da 20ª edição da Taça de Angola, que reserva o aliciante  Desportivo da Marinha-Petro,  para segunda-feira, no ex-RI-20.

Fotografia: Edições Novembro

A partida é referente à primeira “mão” das meias-finais, e vai opor o terceiro classificado do nacional ao campeão. Marinheiras e petrolíferas entram para a quadra com favoritismo repartido, apesar da superioridade “teórica” das visitantes.
O jogo da segunda “mão” acontece na quarta-feira, no Complexo do Catetão. No outro encontro, agendado para o dia 6, o ASA recebe o 1º de Agosto. Cientes das dificuldades e capacidades das adversárias, as aviadoras precisam de apostar na coesão defensiva, de modo a equilibrar o desafio. Dois dias depois, as militares recepcionam no ex-RI 20 as aviadoras para o desafio de resposta. As pupilas de Morten Soubak querem carimbar presença na final, a ser disputada a 10 do corrente no Pavilhão Principal da Cidadela.
No decorrer da época, o 1º de Agosto venceu o Campeonato Provincial de Luanda, Supertaça Africana “Babakar Fall” e Taça dos Clubes Campeões, ao passo que o Petro conquistou a Supertaça “Francisco de Almeida”, Taça dos Vencedores das Taças e o Nacional. Em masculinos, o 1º de Agosto conquistou a Taça de Angola, após triunfo, por 32-23, diante do Desportivo da Marinha. Os militares de Filipe Cruz, que já venciam com o parcial de 13-11, ao intervalo, suplantaram os marinheiros de Nelson Catito.

Tempo

Multimédia