Desporto

Rubro-negros tiveram prestação de excelência

António de Brito

A equipa do 1º de Agosto começou o percurso para o apuramento à fase de Grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos de Futebol, diante do FC Platinum do Zimbabwe, em Fevereiro, feito alcançado 21 anos depois.

Fotografia: DR

Depois de perderem na final, para o Esperance de Tunis, na extinta Taça dos Vencedores das Taças, os militares regressam à ribalta.
Nos dois jogos da preliminar,  frente à equipa zimbabweana, os rubro - negros ganharam no cômputo das duas “mãos”, por 5-1, no primeiro desafio goleou (3-0), e no se-gundo, venceu por 2-1, com golos de Ibukun e Jacques.
Por afastar o FC Platinum, o bicampeão angolano cruzou na última eliminatória de acesso à fase de Grupos com o campeão sul-africano, o Bidvest Wits. Em Luanda, o 1º de Agosto triunfou na primeira “mão”, por 1-0.
No jogo de resposta, o Bidvest Wists redimiu-se, com resultado idêntico, em que o 1º de Agosto decidiu a eliminatória, na marcação de grandes penalidades, ao vencer por 3-2, com o guarda-redes Tony Cabaça em destaque, ao defender dois penalties.
Dos jogos disputados na fase a eliminar, a equipa rubro - negra venceu quatro e perdeu apenas um. Marcou nove golos e sofreu quatro tentos Integrado no Grupo D, com o Étoile du Sahel da Tunísia, Zesco United da Zâmbia e Mbabane Swallows, o 1º de Agosto manteve a passada, com o objectivo de garantir o apuramento para os quartos -de -final, de modos a encaixar 700 mil dólares.
Os militares  venceram o Zesco United da Zâmbia, por 2-1, depois do nulo, em Lu-saka. Frente ao Mbabane Swallows da (ex -Suazilândia), o perdeu (1-0)e venceu (2-1), e  empatou  a  (1-1 e 1-1) ante o  Étoile do Sahel.

Tempo

Multimédia