Desporto

Sasa Nikolic deixa os Palancas Negras

António de Brito

Cansado de promessas e de incumprimentos da Federação Angolana de Futebol (FAF), o preparador físico dos Palancas Negras, Sasa Nikolic, bateu com a porta e abandonou o corpo técnico da Selecção Nacional, liderado pelo sérvio SrdjanVasiljevic.

O não pagamento à equipa técnica do prémio de apuramento para a disputa da 32ª edição do Campeonato Africano das Nações (CAN’2019), a decorrer no Egipto, deve ter pesado também na tomada de decisão do adjunto de Vasiljevic.
A Confederação Africana de Futebol (CAF) atribuiu à direcção da FAF a quantia de 500 mil dólares, que seriam repartidos para os jogadores e treinadores do conjunto angolano.

Técnicos reclamam prémio
Segundo uma fonte da equipa técnica, que solicitou anonimato, ao Jornal de Angola, os únicos que receberam os prémios de qualificação foram os jogadores.
“Até hoje (ontem), não caiu nada nas nossas contas bancárias. Não sei o que se está a passar. Se trabalhámos, temos o direito de receber. Pagaram os atletas e a nós não. Aguardámos por uma justificação da instituição federativa”, desabafou.
Prosseguindo, disse: “temos famílias para sustentar. Fizemos planos com o dinheiro a que temos direito.”
Apesar de receberem o prémio de qualificação para o CAN, os jogadores estão descontentes com o comportamento da Federação Angolana de Futebol, já que o valor foi pago em kwanzas, ao contrário dos dólares atribuídos pela CAF.
Os atletas que participaram em todos os jogos de apuramento ao Africano das Nações foram contemplados com três milhões de kwanzas, sendo que os demais receberam metade do dinheiro.

Tempo

Multimédia