Desporto

Selecção de Sub-17 defronta Montenegro na abertura

António Cristóvão

A Selecção Nacional Sub-17 joga com a similar de Montenegro no próximo dia 5 de Março, às 16h00, na cidade de Antália, na Região Sul da Turquia, para a primeira jornada do Grupo 3 do torneio de desenvolvimento, organizado pela União das Federações Europeias de Futebol (UEFA), em parceria com a Confederação Africana de Futebol (CAF).

Combinado angolano participa com o objectivo de ganhar rodagem e experiência competitiva
Fotografia: Agostinho Narcíso | EDIÇÕES NOVEMBRO

Na segunda jornada, Angola enfrenta o Senegal no dia 7 de Março, às 16h00, na mesma cidade turca. Para a terceira e última ronda da fase preliminar, a Selecção Nacional mede forças com a congénere da Nigéria, no mesmo horário dos desafios anteriores.
A participação de Angola nesta prova enquadra-se no programa de preparação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), a disputar-se de 14 a 28 de Abril, na capital da Tanzânia, Dares-Salam.
Na competição africana, a “equipa” nacional integra o Grupo A, ao lado da Tanzânia (anfitriã), Uganda e a Nigéria. Os quatro primeiros classificados do CAN qualificam-se para o Campeonato do Mundo, a ter lugar de 17 de Setembro a 8 de Outubro, no Peru.
Para o torneio em Antália, os angolanos começaram a preparação nesta segunda-feira no Estádio Nacional da Cidadela, no Distrito Urbano do Rangel, com 21 dos 27 jogadores convocados pelo treinador Pedro Gonçalves. Antes, os atletas realizaram, na semana passada, os exames médicos na Clínica Sagrada Esperança, na Ilha do Cabo.
Para a cidade turca, o conjunto nacional prevê viajar no dia 1 ou 2 de Março, com uma delegação de 25 pessoas, entre atletas, oficiais e um dirigente da Federação Angolana de Futebol (FAF).
A Selecção Nacional, que treina às segundas, terças e quartas-feiras , realizou neste último dia o segundo e último treino da semana na Cidadela, com a integração do avança-do Cláudio Van-Dúnem Francisco, 15 anos, do Kaizer Chiefs da África do Sul.
O futebolista, que se lesionou no joelho direito na segunda-feira durante o treino, assistiu a preparação no banco para recuperar da mazela.
Já o médio ofensivo Euclides Júnior, 15 anos, do Club Brugge KV da Bélgica, também convocado para os trabalhos da Selecção Nacional, junta-se ao grupo no palco da competição.
A Selecção Nacional volta a trabalhar na próxima segunda-feira, às 8h00, na Ci-dadela, com destaque para a recuperação dos atletas, devido ao repouso do final de semana.
No Grupo 2 encontram-se Camarões, Marrocos, Uganda e Bielorrússia, enquanto no 1 estão a Tanzânia, Guiné Conacri, Austrália e Turquia.

Avançado Cláudio satisfeito com a chamada

Cláudio Van-Dúnem Francisco, 15 anos, avançado da equipa Sub-19 do Kaizer Chiefs da África do Sul, mostrou-se satisfeito com a sua convocatória para a Selecção Nacional Sub-17 de futebol.
“Receberam-me bem e são muito amigáveis. Fizeram-me muitas perguntas de como é o futebol sul-africano”, exprimiu o futebolista ao Jornal de Angola.
Convidado a fazer uma comparação do futebol nacional e o sul-africano, o dianteiro disse que os atletas angolanos são mais rápidos, e considerou que a adaptação foi delicada.
“A adaptação foi difícil, mas deu para se impor. O futebol em Angola é mais veloz.
Os sul-africanos são mais lentos no meu escalão, mas jogam um futebol agressivo”, comentou.
O avançado reconhece a qualidade do futebol sul-africano nos escalões de formação devido ao número de competições. “É muito competitivo e de alto nível técnico. Há muitas provas. Está a ser uma óptima experiência a minha presença na cidade de Joanesburgo”, destacou o futebolista.
Na época passada, Cláudio foi um dos melhores marcadores do campeonato Sub-17, com 22 golos apontados, tendo a sua equipa ocupado a terceira posição, atrás do Sundowns. O Bidvest Wits FC foi o campeão sul-africano do escalão.
Na África do Sul, o dianteiro angolano estuda a 10ª classe, vive lá desde aos quatro anos com um casal de irmãos, e foi onde começou a carreira de futebolista.
Cláudio, que se encontra há duas semanas na capital, treinou alguns dias na equipa do Petro de Luanda do escalão, para recuperar a condição física.

Tempo

Multimédia