Desporto

Selecção Nacional embarca amanhã para a Cidade do Cabo

António Cristóvão

O presidente da Federação Angolana de Judo (FAJ), Paulo Zinga “Apolo”, disse ontem ao Jornal de Angola, que aguarda apenas pela disponibilidade financeira do Banco de Poupança e Crédito (BPC), para a viagem sábado da Selecção Nacional senior de judo, em ambos os sexos, visando a participação no Campeonato Africano das Nações, de 25 a 28 do corrente mês na Cidade do Cabo, África do Sul.

Fotografia: JAImagens | Edições Novembro

“Aguardamos apenas pelo parecer do banco para a viagem. Já temos a autorização de saída do Ministério da Juventude e Desportos. O grupo está preparado e moralizado para o Africano. O objectivo é conquistar o maior número de medalhas”, afirmou o dirigente máximo da federação. 

Hoje, às 16h30, as Selecções Nacionais realizam a penúltima sessão de treino na Escola Ngola Kiluanje, em Luanda. Os técnicos Ângelo António, dos masculinos, e João Maindo (femininas) agendaram um treino correccional, com realce para os movimentos de ataque e defesa.
As equipas nacionais, que começaram a preparação no mês de Fevereiro, encerram amanhã os trabalhos na Escola Ngola Kiluanje.
A delegação deixa sábado a cidade de Luanda de voo até Ondjiva, capital da província do Cunene, seguindo depois de autocarro da Namíbia para o palco do certame africano.
Para a Cidade do Cabo, o técnico João Maindo elegeu as judocas Janeth Alberto, da categoria de peso dos menos 48 quilos, Andresa António (-52 kg), Diassonema Neyde Mucungi (- 57 kg), Isabel Lopes (-63 kg), Aisha Rebeca (-63 kg), Maura Ndala (-78 kg), Joaquina Carlos (+ 78 kg) e Naya Santos (100 kg). No sector masculino, o treinador Ângelo António vai levar os atletas Nair Garcia (- 60 kg), Edmilson Pedro (- 66 kg), Acácio Cassule “Bebe Água” (- 73 kg), Wilson Afonso (- 81 kg), Sílvio Jorge (- 90 kg), Frederico Mendes (+ 90 kg), Audácio Cambamba (- 100 kg) e Kama Filemon (+ 100 kg).
De acordo com a equipa técnica das Selecções Nacionais, o objectivo é lutar pelos lugares cimeiros da prova, onde vão contar com a oposição do Egipto, Tunísia, Argélia, Marrocos e Nigéria. A delegação vai ser chefiada pelo vice-presidente da Federação Angolana de Judo (FAJ), Carlos Alberto, que vai participar no Congresso do organismo reitor africano, marcado para a próxima terça-feira, no palco da competição, no quadro da renovação dos órgãos sociais. Além do vice-presidente da FAJ, segue também o director técnico, António Faustino.

Tempo

Multimédia