Desporto

Selecção começa a trabalhar submersa em dificuldades

Anaximandro Magalhães

Focada no objectivo, mas ainda assim atenta à resolução da submersão de dificuldades financeiras, a Selecção Nacional sénior masculina de basquetebol, prossegue hoje, a partir das 10h30, no Pavilhão do Kilamba, a preparação visando a disputa de 29 de Junho a 1 de Julho, na cidade do Cairo, Egipto, da terceira janela do Torneio Africano de Qualificação para o Campeonato do Mundo, China´2019.

José Carlos, seleccionador adjunto e jogadores voltaram a reunir ontem com os dirigentes
Fotografia: Agostinho Narciso|Edições Novembro

Às ordens do seleccionador nacional adjunto, José Carlos Guimarães, que orien-ta a equipa na ausência do técnico principal, William Bryant Voigt, 17 dos 21 jogadores pré-seleccionados dão sequência ao aprimoramento dos conteúdos tácticos e técnico individuais.
No arranque da sessão, o grupo é submetido ao potenciamento dos índices físicos para activação da condição atlética. Ontem, depois de já tê-lo feito segunda-feira, aquando da apresentação, em conferência de imprensa, os atletas voltaram a reunir-se com o presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Hélder Martins da Cruz “Maneda” e restantes membros do elenco directivo.
Ao que o Jornal de Angola apurou, o grupo pretende ver solucionados alguns pendentes financeiros relativos à gestão anterior da Federação. Na ocasião, foram ainda abordadas questões relacionadas com o pagamento de subsídios diários, bem como de prémios de jogos.
Em declarações ao Jornal de Angola, Maneda fez saber que até ontem não tinha recebido qualquer comunicação em resposta às cartas enviadas para as equipas de Sílvio Sousa e Bruno Fernando, ambos a militarem em universidades norte-americanas.
Carlos Morais, a jogar na formação portuguesa do Sport Lisboa e Benfica, e Valdelício Joaquim, do Le Havre, de França, devem chegar a Luanda antes do final-de-semana, ao passo que Júlio Claver Assis Afonso, do Club Baloncesto Tizona, de Espanha, e convocado pela primeira vez, aguarda pelo cumprimento do procedimento administrativo por parte da Federação.
À disposição de José Carlos, coadjuvado por Walter Costa, estão: Olímpio Cipri-ano, Benvindo Quimbamba, Pedro Bastos, Hermenegildo Mbunga, Ngombo Rogério, Gerson Domingos, Leonel Paulo, Reggie Moore, Yannick Moreira, Edson Ndoniema, Islando Manuel, Jacques Leandro Conceição, Hermenegildo Santos, Jone Pedro, Eduardo Mingas e Gerson Gonçalves “Lukeny”.
Angola que joga de 29 de Junho a 1 de Julho o torneio, lidera com seis pontos, o Grupo C, onde está ao lado de Marrocos, Egipto e Congo Democrático.
Apesar de não dispor de dinheiro, o “cinco” nacional ainda acalenta a esperança de estagiar na Turquia, país onde tinha agendada a participação num Torneio Internacional, ao lado das selecções anfitriãs, Marrocos, Jordânia e Irão.
Questionado se Will Voigt, e restantes adjuntos, o compatriota John Bryant, e  norueguês Matias Eckoff , desembarcam no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, Hélder Cruz não deu como certa a vinda destes. Emanuel Mavongo, é o scouting da selecção, pessoa responsável por observar os adversários.

TORNEIO AFRICANO
DE QUALIFICAÇÃO
Prova de apuramento
ao Campeonato do Mundo

11
Campeonatos africanos ganhos pela
selecção nacional sénior
masculina de basquetebol
5
atletas jogam
em equipas estrangeiras
7
treinadores
compõem a equipa técnica
liderada por William Voigt
21
é o número de jogadores
convocados para os
trabalhos de preparação
5
partidas estavam
agendadas para o
estágio na Turquia
12
atletas vão marcar
presença no torneio
a decorrer na cidade do Cairo

Tempo

Multimédia