Desporto

Selecção de andebol joga com o Congo Brazzaville

Teresa Luís

O sorteio, realizado na sexta-feira, no palco da prova, colocou as Pérolas no Grupo B, ao lado do Congo Democrático, Guiné - Equatorial e Marrocos. A Tunísia (finalista vencida de  2016) encabeça o Grupo A, com as congéneres do Senegal, Camarões, Costa do Marfim e Argélia.

A Selecção Nacional, às ordens de Morten Soubak persegue a conquista do 13º título continental. Para alcançar o feito, as campeãs africanas projectam o CAN na Dinamarca, onde têm agendados jogos de controlo, com a Alemanha, Cuba e o conjunto anfitrião.
Depois do torneio no Reino da Dinamarca, as atletas são dispensadas, com vista a disputa da Taça dos Clubes Campeões. Na fase derradeira de preparação, o “sete” nacional estagia na Noruega, em Novembro.
Na véspera do campeonato regressam ao país, visando a adaptação ao clima, e na sequência viajam para o Congo Brazzaville. O CAN foi lançado no mês passado, com a realização do Torneio das Quatro Nações, onde participaram o Congo Brazzaville, Camarões e o 1º de Agosto (em representação das campeãs africanas).
Helena de Sousa e Swelly Simão (guarda-redes), Isabel Guialo, Magda Cazanga, Joana Costa, Azenaide Carlos e Wuta Dombaxi (meia-distâncias), Helena Paulo, Dalva Peres e Vilma Nenganga (centrais), Claudeth José, Elizabeth Cailo e Janete dos Santos (pontas) , Albertina Kassoma, Edith Mbunga e Liliana Venâncio ( pivôs) são as jogadoras que integram a convocatória da selecção.

 


Tempo

Multimédia