Desporto

Selecção de juniores apostada no “Africano”

A Selecção Nacional júnior masculina de judo tem as baterias voltadas para o Campeonato Africano da categoria, agendado para Maio de 2019, entre os dias 12 e 15, no Burundi, depois da “excelente” prestação na VIII edição dos Jogos da Região V da União Africana, onde arrebatou 17 medalhas, no princípio deste mês, em Gaberone, Botswana.

Equipa nacional quer brilhar na competição continental
Fotografia: M.Machangongo| Edições Novembro

O facto foi revelado, ao Jornal de Angola, pelo seleccionador nacional, Alexandre Martins, cujos pupilos lograram a conquista de oito medalhas de ouro, quatro de prata e cinco de bronze, sendo o judo a disciplina que mais vezes subiu ao pódio. Na edição anterior, em Lu-anda, Angola havia conquistado 14.
“Nesta altura estamos focados no Campeonato Africano. Se os patrocínios  corresponderem às expectativas, vamos certamente fazer mais uma boa prestação em Rabat. Temos de trabalhar enquanto esperamos pelos apoios, porque o judo angolano tem uma palavra a dizer a nível internacional”, referiu Alexandre Martins.
Questionado a fazer uma avaliação do combinado angolano naquele evento, Alexandre Martins disse que as conquistas nos Jogos da Região V foram fruto de trabalho árduo realizado internamente. Depois seguiu-se a observação das selecções mais fortes.
“A avaliação só pode ser positiva. Apesar das dificuldades que tivemos, a come-çar pelo facto de não termos tido a possibilidade de fazer o “scouting” (observação) a todas selecções. Conseguimos superar adversário fortes como a África do Sul e Zâmbia”.
Além do judo, Angola esteve representada no Botswana com o futebol onze, natação, ténis de campo, boxe, atletismo convencional e adaptado, além do basquetebol padronizado e 3x3.
No quadro geral de medalhas, os angolanos ficaram no segundo lugar do pódio, a melhor classificação de sempre, com 46 medalhas.

Tempo

Multimédia