Desporto

Selecção está preparada para vergar Mourabitounes

Honorato Silva

À procura do melhor posicionamento na tabela classificativa do Grupo I de qualificação para o CAN’2019, nos Camarões, os Palancas Negras estão preparados para derrubar os Mourabitounes da Mauritânia, hoje às 16h00, no Estádio 11 de Novembro, na primeira partida da dupla jornada africana.

Jogadores estão motivados para a vitória no primeiro dos dois confrontos com a Mauritânia
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

O objectivo da Selecção Nacional passa por anular a vantagem dos mauritanianos, com a conquista dos três pontos, e na terça-feira regressar de Nouakchott em situação privilegiada, para continuar a depender apenas de si, na disputa de um dos dois passes, numa corrida que envolve igualmente o Burkina Faso, como principal candidato, e o Botswana.
Focado na construção do trilho de sucesso, Srdjan Vasiljevic, seleccionador dos Palancas Negras, preparou o compromisso com base no grupo que recebeu e venceu os tswaneses, há um mês, no mesmo recinto. Assim, tudo aponta para a repetição da equipa formada por Landu; Mira, Dani Masunguna, Bastos e Paizo; Herenilson e Show; Mateus Galiano, Freddy e Djalma Campos; Gelson Dala.
Entre os suplentes, Stélvio Cruz e Geraldo são duas cartas a serem lançadas no decorrer do desafio. Regressado à convocatória, vários anos depois da presença no CAN’2010, o primeiro pode estancar um eventual equilíbrio na disputa no meio campo, quando o segundo leva consigo a vertigem ofensiva que pontua as exibições no Girabola.
Certos de que pela frente têm um adversário difícil, jogadores, equipa técnica e dirigentes sabem que apenas a entrega e a concentração tornam realidade a ambição de triunfar, e criar um quadro favorável na corrida à grande cimeira futebolística continental.
 
Força das bancadas
Para superar os Mourabitounes, que mostraram as garras ao vergarem os Cavalos do Burkina Faso, na ronda passada, os Palancas Negras contam com o apoio do público, aguardado em grande número esta tarde, como habitual nos últimos jogos da Selecção Nacional e do 1º de Agosto, que este ano assina um brilharete nas Afrotaças.
Em total sintonia com os adeptos, os pupilos de Vasiljevic assumem a condição de favoritos, pelo factor casa. Aceitam a proposta do adversário, que abre mão da iniciativa de jogo, de modo a surpreender no contra-ataque.
Primeira classificada com seis pontos, a Mauritânia, à frente de Angola e do Burkina Faso, que somam ambos três, e do Botswana sem pontuar, está em Luanda apostada em reforçar os sinais de crescimento competitivo. O técnico Didier Six aposta nas principais referências do futebol mauritaniano, casos de Diallo Guidileye, Adama Ba, Abdoul Ba, Brahim Souleymane, Mamadou Idriss, Khassa Camara e Ismael Diakité.

Tempo

Multimédia