Desporto

Selecção nacional de Sub-18 pode falhar defesa do título

Armindo Pereira

A Selecção Nacional masculina de basquetebol Sub-18 está na iminência de falhar a participação no Campeonato Africano da categoria, vulgo Afrobasket, a decorrer de 24 de Agosto a 2 de Setembro, em Bamako, capital do Mali, por dificuldades financeiras.

 

Fotografia: Edições Novembro

O facto foi confirmado, sábado, pelo secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Nelson Sardinha “Futuro”. O grupo, às ordens do seleccionador Manuel Silva “Gi”, pode não defender o título conquistado em 2016 no Ruanda, e tentar a qualificação para o Campeonato do Mundo, no próximo ano.
A selecção tem a viagem agendada para amanhã, mas até ontem, o Jornal de Angola apurou, junto de fonte próxima do órgão reitor da modalidade, a inexistência dos bilhetes de passagem. O Ministério da Juventude e Desportos, segundo Nelson Sardinha, possui todo o plano previamente elaborado pela FAB, desde o ano passado.
“Os pressupostos não estão todos cumpridos, por causa da questão financeira. Fomos recebidos pela ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, há duas semanas. No encontro, recebemos a promessa  de que seriam reforçadas as verbas, para além do que foi cabimentado. Mas, até agora, ainda não houve nada de concreto”, lamentou o dirigente.
De acordo com Nelson Sardinha, esta situação pode inviabilizar a ida da selecção ao Africano, cenário que nunca havia sido cogitado pelo elenco presidido por Hélder Cruz “Maneda”. A falta de cédulas para a emissão de alguns passaportes, vem acrescentar as preocupações da FAB
“Caso a condição financeira não seja resolvida,  não teremos como participar. Desde que assumimos a liderança da FAB cumprimos com todos os compromissos internacionais, com o esforços de alguns patrocinadores e não só”, salientou.
Dentro deste quadro, está a Selecção Nacional de Sub-18 feminina que esteve até ontem a competir no africano, que decorreu em Moçambique, e não recebeu qualquer ajuda de custo. “Face a tudo isso, gostaria que houvesse um outro tratamento, no sentido de evitar que as selecções nacionais passem por situações similares”, concluiu Nelson Sardinha.
Agostinho Mayele, Edmilson Andrade, Fábio Domingos, Benedito Samboque, Dário Domingos, Gil da Silva, Pascoal Konde, Malcom Tungo, Ângelo Alexandre,  Uriel Grilo, Abel Sessa , Edvaldo Simão, David Chilombo, Eliseu Ventura, José Cabasu, Jonathan Salomão, Emanuel Sebastião, João Cardoso, Paulo Fraga, Francisco Gomes,  Kenni Biongo, Jeovani Cassange, Luzizila Sadisso, Luís Pereira  e Selton Miguel são os atletas pré-seleccionados.  

 

Tempo

Multimédia