Desporto

Silêncio da FAB preocupa organização do torneio

Melo Clemente | Maputo

A falta de informação relativamente à composição da delegação angolana, que a partir de amanhã até 17 do mês em curso, vai disputar em Maputo, Moçambique, o Torneio de Pré-Qualificação zona africana, selectivo para o Pré-Olímpico de Tenerife, Espanha, em Fevereiro de 2020, está a preocupar o Comité Organizador da competição.

Fotografia: Dr

A revelação foi feita ontem, ao Jornal de Angola, pelo presidente de direcção da Federação de Basquetebol de Moçambique (FBM), Francisco Mabjaia.

“Estamos preocupados com o silêncio da Federação de Angola, porque até hoje (ontem) não sabemos de concreto quantos elementos compõem a delegação. Portanto, é extremamente importante termos esta informação para podermos reservar os quartos, para que não surjam constrangimentos de última hora. Neste momento, a organização reservou seis quartos duplos e seis simples. Regra geral, as comitivas são compostas por quinze elementos, mas existem selecções que gostam de trazer mais”, alertou.
Francisco Mabjaia assegurou, por outro lado, que as delegações estarão alojadas nas melhores unidades hoteleiras da cidade. “ O Comité Organizador tratou de escolher as melhores unidades para alojarmos todas as delegações. Para proporcionar melhor convívio en-tre as selecções, decidimos colocar cada grupo numa unidade”.
Os trabalhos de restauro do Pavilhão do Maxaquene que arrancou apenas na segunda-feira, terminou on-tem, ao princípio da noite, sendo que as selecções devem fazer a adaptação ao piso apenas hoje.
“Infelizmente, apenas hoje, as selecções podem fazer a adaptação ao piso, porque só ontem no final do dia é que terminámos as obras”.
Entretanto, a delegação angolana desembarca hoje às 14h00 locais, sendo a última a pisar o solo moçambicano. Para esta empreitada, a Selecção Nacional trabalhou apenas durante seis dias, em virtude da direcção FAB ter anunciado a desistência da prova, por falta de verbas, situação revertida pela intervenção da direcção do Interclube, que disponibilizou doze milhões de kwanzas.
Angola figura no Grupo B, ao lado das selecções do Senegal e Mali, ao passo que no Grupo A, estão os combinados de Moçambique, Nigéria e República Democrática do Congo.
O torneio será disputado no sistema de todos contra todos a uma volta.

Tempo

Multimédia